Segunda-feira, 9 de Maio de 2011

Lançamento da Revista Abraço

 

 

 

 

 

 

 

 

O Estado português terá atualmente centenas, senão milhares de crianças e adolescentes VIH positivas, inseridas na comunidade com igual direito à saúde, ao ensino, e com o mesmo anseio de felicidade e sucesso.

Os pediatras destas crianças temendo represálias, fobias e mal entendidos, aconselham os pais a não revelarem a seropositividade dos seus filhos.
Não existe da parte do governo, ou da Coordenação Nacional para a Infeção VIH/SIDA, nenhum conjunto de normas e estratégias que os pais possam evocar para apoiar e assegurar o bom desenvolvimento dos seus filhos a nível cognitivo, social, linguístico e emocional.
Mais tarde ou mais cedo, estas crianças e adolescentes terão de lidar com o seu desenvolvimento e relacionamento sexual.
O que pensa o Governo desta situação?
O que pensam os médicos? O que esperam as escolas?
Que práticas serão as adequadas para assegurar a estes novos cidadãos o direito à vida com qualidade e esperança?
A revista Abraço tenta, com esta edição, dar voz à criança infetada e afetada pelo VIH/SIDA.

A Direção da Abraço

 

A revista Abraço acaba de lançar o seu primeiro número. Distribuída como encarte do jornal Público do passado sábado, dia 7 de maio, está também acessível online aqui. Leia, comente e partilhe.

publicado por João Machado às 09:00
link | favorito
Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

Gays - afinal o comportamento é mesmo de risco!

Luis Moreira

Que dizer desta notícia? Aumento de casos de Sida entre jovens casais homossexuais em Portugal "é preocupante"!

Contra todas as evidências, houve quem dissesse que o cozinheiro homossexual, não constituia perigo acrescido em relação ao cozinheiro hetero, no caso de se cortar e o sangue correr para cima da salada. Não interesssa, diziam, se é ou não homossexual, interessa sim o "comportamento", Ora, o facto, é que o "comportamento" homossexual é em si mesmo um perigo acrescido, pois as práticas sexuais a que se dedicam são violentas (no sentido que os orgãos nao foram criados para aquelas funções).

O aumento de casos de SIDA em homossexuais tem que ser encarado como uma prioridade, desde 2005 que praticamente duplicou. O alerta vem de um estudo francês que mostra que a doença, entre os jovens casais homossexuais franceses, está fora de controlo, é 200 vezes superior ao numero de casos encontrado nos grupos heterossexuais. Esta questão já tinha sido motivo de alerta noutros países europeus onde a tendencia é igualmente preocupante, contrariando a queda dos números em outros grupos afectados.

"Estamos a assistir à fadiga da prevenção" na Alemanha, na Holanda, em Espanha, em Portugal, no Reino Unido . Os médicos bem avisam, mas há sempre quem saiba tudo e ganhe sempre nas discussões, não no sentido de se esclarecerem as coisas, mas no sentido de impor a sua ideia aos outros. No ano passado, com o óbvio interesse político do PS, a discussão foi ao ponto de se considerar que não havia "grupos" de risco" há, sim, "comportamentos de risco", o que é verdade, mas estes números vêm-nos dizer que o risco é muito maior.

Estão aí os números, a homossexualidade exige comportamentos prudenciais muito superiores aos heterossexuais, e nisto não há nenhuma opinião negativa em relação aos gays.

Entretanto, os cientistas estão considerar que a adaptação humana ao VIH pode ser muito lenta, não sendo assim de esperar uma resposta do sistema de defesa imunitária. " O HIV é a carta fora do baralho, todos os outros vírus impõem uma mortalidade muito mais reduzida" diz Michele Worobey da Universidade do Arizona."Aconteceu algo com este vírus no século XX que o transformou de benigno em algo capaz de iniciar uma epidemia", declarou após estudos na Ilha Bioko perto dos Camarões, onde observou a evolução de várias espécies de macacos com várias espécies de SIV (vírus de imunodeficiência símia). A ilha está isolada há 12 000 anos.
publicado por Luis Moreira às 13:30
link | favorito
Segunda-feira, 16 de Agosto de 2010

HIV - estrela dos palcos infecta!


Luís Moreira


Um caso destes ainda hoje é notícia, porque não se espera que uma estrela dos palcos possa estar infectada o que diz muito do que pensamos acerca dos comportamentos referidos a certas profissões e níveis sociais.

Uma cantora que se relaciona com todo o tipo de gente e numa profissão onde o número de parceiros é elevado, constitui um perigo, porque não se pode esperar que os parceiros saibam e, em qualquer dos casos, a cantora nunca dirá que é seropositiva (corre o risco de ser afastada) e ser notícia arrasadora para a sua carreira,atendendo às expectativas que os seus fãns possam ter.


Esta questão só se levanta porque se trata de uma doença sexualmente transmíssivel e socialmente banida, porque o bom senso aconselharia que, numa profissão destas,onde é muito elevado o risco de múltiplos parceiros os comportamentos fossem prudentes. A prova disso é que há um parceiro que foi mesmo infectado e há outros que se queixam de a cantora não os ter avisado, o que quer dizer que em caso algum houve prevenção.

Será que uma pessoa infectada põe em risco um relacionamento por dizer-se infectada? Sinceramente, não creio, julgo mesmo que uma pessoa emocionalmente envolvida, ou é muito séria e com um caracter forte, ou pura e simplesmente não toma medidas de prevenção .

Há sempre que tomar medidas prudenciais e só depois de um relacionamento seguro e duradouro é que se pode aliviar tais medidas. Trinta anos depois as pessoas continuam a pensar que a festa continua!
publicado por Luis Moreira às 23:30
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links