Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

Vinho : com ele me deleito – III - por Clara Castilho

 

O FADO - José Malhoa

 

Embriaguemo-nos

 

É preciso estarmos sempre embriagados. Nada mais importa. Para que o horrível fardo do tempo não nos pese sobre os ombros e nos faça pender para a terra, devemos embriagarmo-nos sem cessar.

 

Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, escolhei. Mas embriaguemo-nos!

 

E se por vezes, nos degraus de um palácio, na erva verde de uma valeta, na solidão baça do nosso quarto, acordarmos, com os efeitos da embriaguez já diminutos ou desaparecidos, perguntarmos as horas ao vento, à onda, à estrela, à ave, ao relógio, a tudo o que se move, eles responderão: “São horas de vos embriagardes! Para não serdes os escravos martirizados do tempo, embriagai-vos, embriagai-vos sem cessar.

 

De vinho, de poesia ou de virtude. Escolhei.

 

” Charles Baudelaire

 

Mais ou menos na mesma altura em que este poeta escrevia este poema, que vai para além dos efeitos directos do álcool, realizou-se em Turin (1881) um Ciclo de onze conferências públicas sobre o vinhos, onde onze amigos abordavam o vinho sobre vários pontos de vista. Eram eminentes especialistas que trataram o vinho nos seus mais variados aspectos: na lenda, nas letras, na patologia, na fisiologia, na química, na botânica, na história natural, no comércio, na criminologia e na poesia. Edmondo de Acmicis encerrou o ciclo com uma conferência onde descreveu os efeitos psicológicos da bebida e que vem publicada no livro “O Vinho – um discurso sobre os seus efeitos psicológicos”( Fenda, Lisboa, 1995).

 

*** Receita romana do século III para fazer vinho de rosas:

 

“Farás vinho de rosas da seguinte forma: põe uma molho de pétalas de rosa a que tiraste a parte branca, tantas quantas possas, no vinho durante sete dias. Depois, tira as pétalas e volta a pôr outro molho e deixa ficar mais sete dias e volta a tirá-los. Repete ainda a operação uma terceira vez, côa o vinho e quando o quiseres beber junta um pouco de mel.”

publicado por Carlos Loures às 11:00
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Jestem osobą fizyczną oferującą pożyczki międzynar...
I got my already programmed and blanked ATM card t...
Meu nome é Valeria Marco. Há 6 meses atrás, meu ne...
Meu nome é Patricia Martins, de Portugal, mãe solt...
Você está interessado em um empréstimo? nós oferec...
Sera que não vai sair do roupeiro? ? E a roupa fic...
Hoje entrou uma para o meu roupeiro e não a consig...
Para todas as suas necessidades de financiamento p...
Para todas as suas necessidades de financiamento p...
Para todas as suas necessidades de financiamento p...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links