Sábado, 25 de Setembro de 2010

A culpa é toda nossa!

Luis Moreira

Convem irmos pensando nestas coisas embora não seja por acaso que as publicamos ao cair da madrugada, há muito de medo e de memória, olhamos em volta e o que vimos não prenuncia nada de bom, gente que devia estar na cadeia e que não está apesar de terem empurrado para o fundo a economia e com ela a vida das pessoas, lançando-as no desemprego e transformando-as em pessoas menos livres, porque quem depende do Estado não é tão livre como quem depende do trabalho. Mas apesar disso, é preciso lembrar:

-Se atravessares a fronteira da Coreia do Norte ilegalmente, és condenado a 12 anos de trabalhos forçados.
-Se atravessares a fronteira iraniana ilegalmente, és detido sem limite de prazo.
-Se atravessares a fronteira afegã ilegalmente, és alvejado.
-Se atravessares a fronteira da Arábia Saudita ilegalmente, serás preso.
-Se atravessares a fronteira chinesa ilegalmente, nunca mais ninguém ouvirá falar de ti.
-
Mas, se entrares por alguma fronteira da União Europeia ilegalmente...serás obrigado a ter:

-Um abrigo ...
-Um trabalho ...
-Carta de Condução...
-Cartão Europeu de Saúde...
-Segurança Social ...
-Crédito Familiar ...
-Cartões de Crédito ...
-Renda de casa subsidiada ou empréstimo bancário para a sua compra ...
-Escolariedade gratuita ...
-Serviço Nacional de Saúde gratuito ...
-Um representante no Parlamento ...
-Podes votar, e mesmo concorrer a um cargo público ...
-Ou mesmo fundares o teu próprio partido político !

E por último, mas não menos importante:

-Podes manifestar-te nas ruas e até queimar a nossa bandeira!

Mas se eu quiser protestar ou criticar logo alguem, muito categórico, me chamará racista, ou xenofobo, ou nazi ou outra coisa qualquer que é sempre uma boa maneira de impedir a discussão para quem não tem argumentos.

Será que António Aleixo, tinha razão quando dizia...


"Há tantos burros mandando
em homens de inteligência,
que às vezes fico pensando,
se a burrice não é uma ciência.

Até por razões de esperança para esses povos que vivem na miséria, é nossa obrigação defender a Democracia e o Estado de Direito, não queiramos que seja perfeito, pois nenhum de nós é perfeito, mas com qualidades que permitam o aperfeiçoamento, que convivam com o contraditório, que aceitam a diferença.O que está ali em cima, tendo uma boa porção de demagogia não deixa de caracterizar bem sociedades muito diferentes, onde as coisas vulgares que se praticam no Ocidente são o sonho de milhões de seres humanos.

Quem viveu a ditadura salazarenta, não deve deixar cair no esquecimento estas memórias já tão longinquas, mas que uma vez perdidas, dão terreno à besta que se esconde em cada esquina.

Sem preconceitos e com clarividência olhe-se em volta e atente-se que, apesar de todas as injustiças e de todos os erros não há melhor, nem perto disso! É nossa obrigação defender a Democracia e o Estado de Direito!
Nem que seja para que os outros povos possam ter como objectivo uma vida melhor!

Vem isto a propósito da ciganofobia que corre a Europa, como há poucos meses atrás correu a muçulmanofobia e já correu a africanofobia e a homofobia e tudo o que as sociedades ocidentais considerem que pode prejudicar a sua identidade, a sua forma de viver. Claro que mais nenhuma sociedade trata as minorias como as sociedades ocidentais, nos outros cantos do mundo as minorias são chacinadas, ou gazeadas com gaz mostarda ( a mostarda cá na europa é servida à mesa) como há tantos exemplos no mundo, mas isso não interessa nada, o que interessa mesmo, é que a Europa tem à perna esta culpa sem remissão que é defender os seus cidadãos dos que vieram para cá porque quizeram, abusam da nossa hospitalidade. Há leis? Há, mas só se aplicam aos nacionais.

E desde D. João lll que andamos a discriminar os ciganos, insistindo para que vão à escola, que trabalhem, que respeitem as casas grátis que a Câmara lhes distribuiu. Mas a culpa é toda da funcionária da Segurança Social que tem que chamar a polícia porque o que lhes entrega como subsídio não é suficiente.
publicado por Luis Moreira às 23:55
link | favorito
Sexta-feira, 3 de Setembro de 2010

Cinema de Bairro

Clara Castilho

É um documentário realizado por jovens moradores de bairros sociais de todo o país, realizado no âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social, a Fundação INATEL, com o apoio do Instituto da Segurança Social.

Em parceria com entidades locais, cinco realizadores/formadores da área do cinema documental ( João Pinto Nogueira, Leonor Areal, Pedro Sena Nunes, Rui Simões e Marta Pessoa), juntaram-se a jovens moradores de bairros sociais do país com o objectivo de filmar histórias reais foi o motivo do encontro.

Assim, 25 jovens com idades compreendidas entre os 13 e os 22 anos e moradores nos bairros de Mataduços (Guimarães), Bairro da Rosa (Coimbra), Casal da Mira (Amadora), Bairros I e II (Beja) e Bairro da Rua da Armona e das Panteras Cor-de-Rosa (Olhão), puderam experimentar fazer coisas diferentes e olharem para as suas realidades sob outras perspectivas, nos meses de Março e Abril deste ano.

O Projecto foi aprovado no Cinema de Bairro em Alpiarça (Auditório da Biblioteca Municipal) no dia 12 de Junho, acompanhado de uma exposição fotográfica.

publicado por Carlos Loures às 11:00
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links