Domingo, 15 de Maio de 2011

Assim nasceu uma moeda, assim se construiu uma Nação - Jacques Gravereau, Jacques Truman, L’Histoire incroyable de Wall Street, Albin Michel, 2011.

A Historia e a história de um jantar

Com a série de textos sobre France Télécom  quase a terminar e agora a  percebermos  bem que tudo o que nesta empresa se passou  faz parte  e é consequência  lógica de um modelo de sociedade que aos cidadãos tem estado a ser imposto, podemos bem perceber que a sequência não menos lógica das mesmas políticas   será transformar a Europa num enorme espaço de pobres ou mesmo de  párias, se com o nosso silêncio o consentirmos, se com o nosso voto o permitirmos. Afirmação crua e dura esta,  mas  não creio haver  outra leitura possível,  por exemplo,  com o documento da Troika pelo Governo assinado e que pelos Durão Barroso desta Europa foi  bem carimbado com a garantia terrível de que são os pobres que a crise produzida pelos ricos  terão que liquidar e em que a estes a Troika, ah!  a esses,  tudo fez , tudo faz e tudo fará  para os salvaguardar.

 

É pois todo o tecido social da  Europa  que se está a romper e é esta mesma Europa,  como um todo, que passa a estar em perigo  de se desfazer como sucessivamente o temos vindo a demonstrar. Por tudo isto, lembrámo-nos então de um jantar que ocorreu a 20 de Junho de 1790 em Nova  Iorque, bem perto de Wall Street.

 

Gostaríamos de conseguir realizar um jantar equivalente e de sentir que os mesmos resultados foram conseguidos. Aceitam-se três candidatos para  jantar no melhor restaurante português, com garrafas de vinho português, por causa da balança comercial,  à descrição e com uma só restrição :  não poderem ultrapassar  os 500 euros por garrafa.
Vejamos então a história do outro jantar, do jantar que se comeu nas vizinhanças de Wall Street em 20 de Junho de 1790. Aceitam-se como vencedores o trio  que conseguir  repetir para a Europa de agora o que três homens de têmpera de ferro de então conseguiram para os Estados  Unidos  de então. Verificada a proeza, a melhor mesa possível à disposição de quem a ganhou.

Para já,  a história desse famoso jantar, depois a realização do projecto equivalente para a Europa e a seguir,  talheres na mesa e garrafas à temperatura escolhida. Para terminar, bom apetite, então.
PS. Há automaticamente figuras não admissíveis como candidatos para este jantar e são todos os políticos europeus que estão no poder. Excluem-se, imediatamente:
 

José Sócrates, Passos Coelho, Durão Barroso, Herman Achille Van Rompuy, José Luís Zapatero, Silvio Berlusconi, Sarkozy, Tony Balir, Merkle, e muitas outros da mesma extirpe.

 

Razões para esta exclusão ? Excluem-se uns, por incapacidades mentais, para a história poderem sequer compreender quanto mais para a poderem refazer, e são muitos deles, e os outros, mais inteligentes, mais cínicos também, excluem-se por falta de garantias de idoneidade intelectual e moral, por serem capazes de nos inventar uma realidade de tal modo credível que nela seriamente venhamos a acreditar tal o poder de mistificação de que são capazes e disso já deram provas, criando uma realidade virtual portanto, e de que só daremos conta  de enganados podermos  ficar quando o jantar formos a pagar. E, desses, na lista, há alguns.

 

Júlio Marques Mota


Assim nasceu uma moeda, assim   se  construiu uma Nação

 

publicado por Luis Moreira às 23:50
link | favorito
Sábado, 19 de Junho de 2010

A moeda global de reserva

Luís Moreira


O dóllar americano tem funcionado como moeda de reserva as compras e vendas internacionais e as transferências entre países fazem-se em dóllares americanos e as poupanças soberanas tambem.E o petrodóllar, já agora, emitido propositadamente para pagar as transferências do crude.

Esta é uma vantagem extraordinária, afinal quem tem a máquina para imprimir dóllares são os US, por isso não há perigo de não pagar,nunca faltam, é só dar à manivela.O problema é que a manivela roda não por razões internacionais mas por razões caseiras, e a moeda de reserva é muito mais caseira do que devia.

A China está sentada em cima de grande parte da dívida americana,se o dóllar cresce não exporta se desce, vai-se-lhe parte da dívida. E a maioria dos países tem este problema que só é favorável aos US, daí que se procure encontrar consensos para a criação de uma moeda de reserva que possa ser controlada por um "cabaz de moedas" e, assim, fugir à hegemonia cambial dos americanos.

Claro que os US nem querem ouvir falar em tal coisa, pois pedem todos os anos um bilião de dóllares emprestados e enquanto houver quem compre os seus títulos de dívida pública, não largam mão da pechincha. O Euro nunca foi bem visto pelos americanos porque sempre recearam que lhes fizesse frente o que veio a acontecer, mas a crise recente provou que o Euro não é suficientemente estável e credível, e depende de uma tomada de decisão política que não convence,e é longa.

A crise que nasceu nos US e esfrangalhou a UE veio trazer muitas lições, uma delas é que a UE exige maior integração política, maior regulação dos mercados e um controle permanente e apertado nos bancos , a par com uma nova moeda de reserva global.
publicado por Luis Moreira às 09:00
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links