Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2010

VerbArte - Fernand Léger - The Discs in the city




The Discs in the City






João Machado




Fernand Léger (1881-1955) foi pintor, escultor e cineasta. Natural de Argentan, na Normandia, foi viver ainda bastante jovem para Caen, onde trabalhou numa firma de arquitectos. Posteriormente foi para Paris, onde se integrou no meio artístico e se lançou na pintura. Só relativamente tarde adoptou o cubismo, tendo sido, como muitos outros pintores desta escola, fortemente influenciado por Cézanne. Combateu na I Guerra Mundial, tendo sido gaseado na batalha de Verdun (1916). Foi também ceramista e autor de vários murais. 

A sua obra é dominada pelo ambiente citadino e industrial. Léger terá sentido um profundo impacto na transição do ambiente rural para o urbano, chegando alguns a detectar uma repulsa por este último no seu início de carreira como artista. Será talvez mais exacto apontar a influência do trabalho no atelier de arquitectura, que lhe despertou um grande interesse pela paisagem urbana, dominada pela presença de grandes edifícios, grandes máquinas e outros símbolos. Teve também influência do cinema, pelo qual se interessou muitíssimo, levando-o a acentuar a importância do movimento e da propulsão, simultaneamente com os problemas da dimensão e da luz.

Fernand Léger defendia que se deve pintar quadros bonitos, e não objectos bonitos. Criticava os pintores da Renascença, dos quais dizia não serem mais evoluídos do que  os da Antiguidade. A arte, segundo dizia, consiste em inventar e não em copiar. 


Interessou-se por muitos campos da arte, como o mosaico, as ilustrações de livros, cenários teatrais e tapeçaria. A sua influência foi muito vasta, incluindo a pop art. Em 1924 produziu o filme Le Ballet Mécanique, o primeiro sem cenário, e também o primeiro filme de animação. 


Viveu muito tempo nos Estados Unidos da América. Contava que um dia, numa exposição em Nova Iorque, entraram uns negros de Harlem, e ficaram muito tempo a contemplar o quadro acima, The Discs in the City. A páginas tantas, vieram ter com ele, e perguntaram-lhe se não lhes podia oferecer o quadro. Tendo Léger perguntado para que o queriam, responderam que, quando o contemplavam, sentiam vontade de dançar. Léger recusou oferecer o quadro, mas depois dizia que eles é que mereciam  ter ficado com ele. 
publicado por João Machado às 23:55
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links