Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010

Dia de Lisboa - O primeiro dia temático do Estrolabio realiza-se amanhã



Amanhã toda a edição do Estrolabio é dedicada à cidade de Lisboa.

Porquê?

Porque sim.

Não se celebra nenhuma data especial. Não quisemos realizar esta edição temática em 25 de Outubro, dia em que, no ano de 1147, a cidade foi tomada e ocupada pelas forças cristãs e a cidade foi acrescentada ao território do novo reino. Sabe-se hoje que, mais do que a luta entre cristãos e muçulmanos, as negociações tiveram um papel mais importante na conquista de Lisboa. Também não quisemos fazer a edição no dia 1 de Novembro, em que passa mais um aniversário do violento Terramoto que, em 1755, destruiu a cidade.
Como todos os dias, ou quase todos os dias, se celebram ou assinalam datas especiais, amanhã poderíamos, por exemplo, comemorar mais um aniversário da inauguração em 28 de Outubro de 1856 da ligação ferroviária entre Lisboa e o Carregado. As obras tinham tido início em 1853. Só mais de cinquenta anos depois a rede ferroviária nacional ficaria concluída. Não festejaremos, pois, o 154º aniversário deste acontecimento.

Apenas festejamos a cidade de Lisboa. Música, poesia, textos diversos, numa saudação à lindíssima Lisboa.
Organizaremos mais dias temáticos – em Novembro será o Porto, a romântica cidade do Norte. Em Dezembro, a bonita Coimbra… Tanto quanto possível fugiremos ao chavão e ao cliché – a capitalidade de Lisboa, o apodo de Invicta para o Porto, ou a de «cidade dos doutores» para Coimbra, serão coisas que nada nos interessam. São títulos ou dignidades que nada têm a ver com a essência das cidades. A luz radiosa de Lisboa, a poética neblina do Porto ou a beleza da margens do Mondego, esses sim, são elementos importantes. O que os poetas e os músicos produziram inspirados por esses elementos, será outro dos ingredientes das nossas edições. Depois das três principais cidades portuguesas, seguir-se-ão as regiões, incluindo as autónomas. Galiza e Catalunha não serão esquecidas, bem como os países de que são oriundos as principais colónias de imigrantes. O Brasil, Cabo Verde, etc.
Amanhã (o dia 28 começa daqui a três horas) só falaremos de Lisboa – a nossa voz será a dos cantores, músicos, pintores, escritores, cineastas, que escolheram Lisboa como tema.

Esperamos que gostem. Deixamo-vos com o Carlos do Carmo e o belo poema de José Carlos Ary dos Santos com música de Paulo de Carvalho.

publicado por Carlos Loures às 21:00
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links