Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

Cuba, o bloqueio e a internet – por Carlos Loures

O embargo ou bloqueio dos Estados Unidos a Cuba completou anteontem, dia 7 de Fevereiro, 49 anos. Desde 7 de Fevereiro de 1962 que o povo cubano vive dificuldades para obter produtos de primeira necessidade. Há quase meio século que a vida económica, comercial e financeira do país sofre constrangimentos de toda a ordem. A vida dos cidadãos, pude confirmá-lo numa viagem que fiz há anos por toda a ilha, é inimaginável. Cadernetas de racionamento impõem quotas per capita de arroz, ovos, lâminas de barbear, pensos higiénicos…

Desde o ano 2000 é autorizado algum comércio com os Estados Unidos, sobretudo de produtos alimentares, mas sujeito ao pagamento antecipado das mercadorias – ou seja, quando o cargueiro sai de um porto norte-americano para Cuba, a carga tem de estar integralmente paga. Este comércio tem um plafond de 700 milhões de dólares anuais. Diga-se em abono da verdade, que nos casos de catástrofes, como o furacão Michelle, os Estados Unidos enviaram uma ajuda humanitária superior ao dos países da União Europeia no seu conjunto – o que não invalida a monstruosidade do embargo.

Foi aprovada em 30 de Outubro de 2007, pela Assembleia Geral das Nações Unidas, dias depois de George W. Bush ter dito que "o embargo contra Cuba será mantido enquanto o regime comunista estiver no poder”, uma Resolução exigindo, com base na Carta das Nações Unidas, o fim do embargo económico, comercial e financeiro contra Cuba. Foi a 16º vez consecutiva que o embargo foi condenado; desta vez por 184 votos contra quatro. Votaram pelo embargo, além dos Estados Unidos, Israel, Palau e Ilhas Marshall .Essa última Resolução da ONU. Apesar da esmagadora maioria com que a Resolução foi aprovada, esta não tem força legal para ser imposta aos infractores.

O embargo é criticado por todos. Se é por haver um governo do Partido Comunista, pergunta-se por que motivo os Estados Unidos não embargam o comércio com a China. A questão da proximidade não explica tudo – do ponto de vista geoestratégico a vizinhança com Cuba é, nos nossos dias, irrelevante. O embargo é criticado por todos e dentro da ilha os opositores afirmam que a medida ajudou Fidel a manter-se no poder, pois fornece-lhe de mão-beijada um argumento para tudo o que corre mal. Pudemos verificar, eu e os que comigo fizeram a viagem, que os opositores a Castro, odiavam os ianques tanto quanto os castristas.

Os jornais de ontem anunciavam que o governo de Raúl Castro desbloqueou o acesso aos portais “Desde Cuba” e “Voces Cubanas, que albergam mais de 30 blogues de dissidentes, entre eles “Generación Y”, da conhecida filóloga Yoani Sánchez que, pela primeira vez em quase três anos, pôde ver os seus escritos na net.  “Desde Cuba" foi criado em Fevereiro de 2006, mas só em 2007 ganhou força internacionalmente, Em Março de 2008 foi censurado. . Para o substituir apareceu em Janeiro de  2009 “Voces cubanas”, mas em Agosto foi mandado encerrar.

Em Cuba a Internet é quase exclusivamente acessível a funcionários do governo, académicos e empresários estrangeiros. Os turistas podem aceder à rede a partir de hotéis, sendo aí que muitos opositores puderam manter algum contacto com pessoas de outros países. Yoani Sánchez comentou: "Foi uma surpresa porque durante estes três anos todas as semanas íamos ve se tínhamos sorte, mas quando introduzíamos o URL aparecia-nos uma página em branco.» Acrescentou que não havia nada a agradecer ao Governo de Castro por ter levantado este "cerco de censura" , pois a livre expressão é um direito da população e dos opositores.

Tem toda a razão.

Se os Estados Unidos levantassem o cerco que mantêm não há três, mas há quase cinquenta anos, à vida social e económica dos cubanos, também nada haveria a agradecer – afinal o livre comércio é um dos direitos inalienáveis dos povos.

publicado por Carlos Loures às 12:00

editado por Luis Moreira em 09/02/2011 às 19:04
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links