Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Dia das Beiras - Beira Baixa – Gastronomia/Bordados

Estrolábio

 

Pratos típicos:

Doces:

Outros:

  • Empadas de Castelo Branco
  • Sopa de Matação
  • Cabrito Assado
  • Laburdo
  • Fígado de cebolada
  • Perdiz no forno
  • Cabrito recheado (Alcains)
  • Fritada (matança) e Enchidos (morcela, chouriço, farinheira) em Póvoa de Rio de Moinhos
  • Ensopado de Cabrito em Tinalhas
  • Fressura com ervas, Ensopado de cabrito e Seventre (matança) em S. Vicente da Beira
  • Bucho Recheado em Lardosa
  • Maranhos (festa de Verão) em Salgueiro do Campo
  • Miga de Batata co tomate em Ninho do Açor
  • Sopa de Grão (casamentos) em Monforte da Beira
  • Miga de Peixe em Malpica do Tejo
  • Sopa de massa em Cebolais de Cima
  • Papas de Carolo
  • Arroz Doce
  • Tijeladas
  • Broas de Mel
  • Biscoitos de azeite
  • Bolo de festa
  • Borrachões
  • Pão-de-Ló
  • Bola de Páscoa
  • Filhós fritas e Filhós fintas
  • Minutos (S. Vicente da Beira)
  • Bicas (Escalos de Cima, Lousa, Salgueiro do Campo, Caféde, Sarzedas)
  • Cavacas
  • Fascias ou Xurrilhos (Monforte da Beira)
  • Papas de milho e Cavacões (Benquerenças).

 

Queijos:

  • Queijos de Castelo Branco
  • Queijo amarelo da Beira Baixa
  • Queijo picante da Beira Baixa

 

As colchas ...

De inspiração oriental, as colchas de Castelo Branco são conhecidas, pelo menos, a partir de meados do século XVI. De constituição semelhante ás colchas de Toledo e de Guadalupe, foram durante séculos a dignidade do enxoval de qualquer noiva desta região, fosse ela plebeia ou nobre.

 

Bordadas com fio de seda em pano de linho, os seus elementos decorativos têm simbologia singular. Assim, a albarrada representa o lar e a árvore da vida; os pássaros juntos os desposados, quando não estão representados por simbólicos bonecos; os encadeados, a cadeia indestrutível do matrimónio; os cravos representam o Homem, e as rosas a Mulher; os lírios, a Virtude; os corações, o Amor; as gavinhas, a Amizade; a hera, a firme afeição; os jasmins, a virtude da castidade; as romãs e as pinhas, a solidariedade e união da família; os frangos e os galaripos, a prole bendita; e os lagartos, os amuletos da felicidade tão desejada.

 

Encontram-se em exposição e fabrico no Museu Tavares Proença Júnior e loja da Vila, Rua da Misericórdia - Castelo Branco.

 

 

publicado por siuljeronimo às 06:00

editado por Luis Moreira às 01:18
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links