Quinta-feira, 19 de Maio de 2011

Circe ou o pracer do azul - Clara Castilho

 

 

 

No sábado dia  14 de Maio, na Livraria Ler Devagar,  a cultura galega desceu a Lisboa. Ocorreu um momento de convívio a pretexto do lançamento do livro “Circe e o pracer azul’, de Begoña Caamaño, apresentado por Isabel Lousada ( investigadora na Faces de Eva -CesNova - Centro de Estudos de Sociologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa)  e Urbano Tavares Rodrigues (que não precisa de apresentações).

A novela narra a história de uma mulher que espera onze anos pelo seu homem. Acertaram: é Penélope. E mais não digo. Só que a autora pretende contar o que antes nunca fora contado… e que considera  que Ulisses foi o primeiro turista sexual da historia! Lembrou a importância da leitura dos clássicos e falou-nos da mitologia e do seu amigo Álvaro Cunqueiro que crê nos mitos porque possuem energia.

 

 

 

 

A autora é jornalista, redactora do Diario Cultural da Radio galega. Antes trabalhou nos serviços informativos de Rádio Popular de Vigo e no rádio Noroeste.

 

Mas a noite foi mais do que o livro. Foi a voz de João Afonso. Foi o canto de Uxia – cantora galega, da região de Santiago de Compostela, que procura misturar elementos musicais europeus, latinos e africanos, incluindo destacável influência brasileira.

 

 

 

Foi a voz do Cramol grupo de mulheres que numa busca permanente de sons ancestrais e das suas sonoridades atávicas, se juntou em 1979, para fruir e aprofundar, em conjunto, o canto tradicional no feminino, um dos mais ricos patrimónios da música rural “a Capella”. Entrecruzando em canto o sagrado e o profano, o ciclo de vida, o ciclo da natureza e o ciclo religioso, o Cramol procura dar a conhecer a quinta-essência do canto da mulher rural no seu quotidiano.

 

 

http://cramolcantomulheres.blogspot.com/

 

 

Organizada pela Juventude da Galiza ( http://www.juventudedagaliza.com), pelo Centro Galego de Lisboa, pelo Centro de Estudos Galegos (http://ceg.fcsh.unl.pt/site/principal.asp) e pela Associação de Amizade e das Artes Galego Portuguesa, fomos brindados com danças e músicas tradicionais, assim como provas de petiscos. A noite animou-se com a famosa “queimada” ( bebida alcoólica típica da Galiza, elaborada com aguardente queimado, açúcar, casca de limão ou laranja). Os habituais conjuros (que, segundo a lenda, protegem contra feitiços) foram dirigidos contra o FMI!  Garanto-vos que o efeito no organismo era potente! Já contra o FMI…

 

publicado por atributosestrolabio às 18:00
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links