Terça-feira, 11 de Janeiro de 2011

Cidade Maravilhosa – 9 - por Sílvio Castro


Uma apresentação muito ambiciosa abria a publicação de 1960. No primeiro parágrafo da mesma afirmávamos:

“Não é um desejo, o que procuramos exprimir com o Anuário da Literatura Brasileira; não é a concretização de uma idéia ou a realizaçã de um trabalho particular e pessoal. Ousamos ir além: queremos ampresentar a tradução da realidade brasileira de hoje, tanto no campo especial da literatura, como no geral, da cultura.“

Porém, logo o Índice Geral da publicação justificava tal ambição. A seção I – Literatura brasileira, 1959 , se completava em quatro faces diversas e complementares: uma primeira geral, com um artigo sobre as características predominantes da produção do ano, no primeiro número assinada por Eduardo Portella, com o artigo “A literatura do desenvolvimento“. Em seguida, as matérias específicas, por gêneros literários: Assis Brasil – “Ficção“; Sílvio Castro, “Poesia”; Adonias Filho, “Ensaios”; Santos Moraes, “Biografias, crônicas e memórias”. Em seguida, seção II - Calendário da Vida literária brasileira em 1959, são fatos e eventos acontecidos em todo o Brasil no decorrer de 365 dias. Seguia-se uma parte de substancial importância para a política de divulgação da Publicação, a seção III: Movimento literário nos Estados, com textos referidos então a 11 do total das unidades da Federação, textos estes assinados por escritores representativos da região tratada, do norte ao sul do País. No segundo número do Anuário entra também, além de outros, o Estado da Bahia, ausente no primeiro número, e o comentário que lhe diz respeito é escrito por Daniel de Oliveira, um dos pseudônimos usados por de Jorge Amado. Em seguida vinha a IV unidade, Crítica literária, com artigos originais de analistas sobre alguns dos principais livros publicados no ano por autores brasileiros. No número 1 do Anuário escrevem para esta seção 17 críticos que analisam 20 obras publicadas. Todos os críticos se apresentam com um texto, com a exceção privilegiada de Sílvio Castro, com três textos. As seções V e VI correspondiam a uma escolha antológica de, respectivamente, “Alguma prosa brasileira em 1959” e “Alguma poesia brasileira em 1959”. A seção n° VII, Bibliografia da Crítica e do Ensaio, concebida e realizada conjuntamente por Sílvio Castro e Waldir Ribeiro, foi aquela que, possivelmente, mais surpreendeu o ambiente literário nacional e despertou um particular interesse daquele internacional. Com os dados da ficha técnica de mais de 2 mil de textos selecionados e conveniente fichados, a seção ocupa a publicação da sua página 129 àquela 184. A metodologia de pesquisa revelada por este trabalho passou a permitir a todo estudioso e pesquisador de tomar imediata visão de mais de dois mil trabalhos da crítica e do ensaísmo da atividade literária brasileira, correspondentes à sua produção no ano de 1959 e referentes a livros, temas e autores nacionais e estrangeiros os mais diversos. A VIII seção, Vária, se ocupava de assuntos que não reentravam no espaço e natureza dos demais setores da publicação, como, por exemplo, os artigos “Poesia concreta”, de Ferreira Gullar; “Mestre Alceu”, de Afrânio Coutino; “O centenário de Raimundo Correia”, de Waldir Ribeiro do Val, etc., etc. A última seção do Anuário da Literatura Brasileira-1960, Outras Manifestações da Cultura Brasileira, exercia a função de alargar o discurso da possível relação da literatura com outros setores artísticos. Apresentava-se com os ensaios de José Roberto Teixeira Leite, “Artes visuais”; Zora Seljan, “O teatro em 1959”; Ely Azeredo, “Cinema”; Moacyr Padilha, “O ano musical de 1959”. Bem como se alargava ao setor da vida diplomática brasileira, com o trabalho de Waldir Ribeiro do Val, “Relações internacionais: O.P.A.”

publicado por Carlos Loures às 20:00

editado por Luis Moreira às 13:59
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links