Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011

Cronologia da Guerra Colonial - 1971 - 2/2 - por José Brandão

 

JULHO

?

- Violação do território do Senegal por tropas portuguesas, com vista a cortar apoios do PAIGC.

- Manifestações contra Cahora Bassa em Berlim, durante a assembleia de accionistas da AEG-Telefunken.

1

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CArt 3360.

- O ministro do Ultramar, Silva Cunha, visita oficialmente o Malawi, onde assiste às comemorações do 8° aniversário da independência do país. Depois visita Angola e Moçambique.

2

- Morre em combate em Angola um furriel da CCaç 2657.

- Em Lourenço Marques, na Livraria Académica, o agente da PIDE/DGS Armando Cristofanetti da Costa Lima apreende 38 exemplares do livro São Jorge dos Ilhéus de Jorge Amado.

3

Morrem em combate em Moçambique 2 militares do Ecav 1.

4

- Morrem em combate em Angola 2 militares da CCaç 3344.

- Parte para a Guiné o BCav 3854.

6

Morre em combate na Guiné 1 militar do CIM.

7

Partem para Angola os BCaç 3847 e 3848.

10

Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 2710.

11

Operações “Marte” e “Máscara”, realizadas pelos Comandos, tendo sido capturadas 5 armas e 3 elementos “IN”, sendo outros 3 abatidos. Estas operações prolongaram-se até 13 de Setembro.

12

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CArt 2717.

- O Governo português informa oficialmente a UNESCO de que abandona a organização, tendo dado a conhecer a sua decisão em 28 de Maio último. A UNESCO é acusada de “apoiar financeiramente os movimentos terroristas antiportugueses, a pretexto de auxílio à educação nas regiões pretensamente libertadas da Africa portuguesa”.

13

O ministro dos Negócios Estrangeiros visita oficialmente Madrid.

14

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 3325.

- Morre em combate em Moçambique 2 militares. Um alferes da CCav 2652 e um soldado pára-quedista.

15

Morrem em combate em Moçambique 2 militares da CArt 2763.

17

- Reunião em Vila Machado do clero da Congregação dos Padres Brancos, que decidiram só sair de Moçambique por acto compulsório do Governo e nunca por iniciativa própria.

- O diário sueco Svenska Dagbladet publica uma entrevista com Marcelo Caetano.

- Morre em combate em Moçambique um furriel do ECav 2.

- Partem para Moçambique os BCaç 3850 e 3851.

19

- Morre em combate em Angola 1 militar da CArt 3312.

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 3326.

20

- Morre em combate em Angola 1 militar da 31ª CCmds.

- Morrem em combate em Moçambique 2 militares da CCaç 3309.

21

Morrem em combate em Moçambique 6 militares da CCaç 2730.

22

Morrem em combate na Guiné 2 militares da CCaç 5.

23

- Morre em combate em Moçambique 1 militar do BCaç 20.

- O Chefe do Governo faz uma comunicação ao País, através da Rádio e da RTP.

25

O general Spínola garante, pela rádio de Bissau, que «o ritmo normal da vida da cidade será preservado a todo o preço e em todas as circunstâncias».

26

- O vice-presidente dos Estados Unidos da América do Norte chega a Lisboa em visita oficial.

- Ocorrem manifestações de empregados bancários nas ruas da Baixa, em Lisboa. O Sindicato Nacional dos Empregados Bancários do Distrito de Lisboa divulga um comunicado acerca da prisão de Daniel Cabrita. A repressão policial provoca nove feridos.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 2730.

27

- Morre em combate em Angola 1 militar da CArt 3313.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 3355.

28

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 2780.

- O deputado Francisco Sá Carneiro discursa na AN, contestando a validade regimental e constitucional do processo adoptado na actual sessão extraordinária da AN, para a votação da revisão constitucional e anuncia que irá levantar “oportunamente o problema da inconstitucionalidade formal da lei de revisão”.

30

- Morrem em combate em Moçambique 4 militares da CCaç 2729.

- No Panteão Nacional decorrem solenes exéquias do primeiro aniversário do falecimento de Oliveira Salazar, oficiadas pelo Bispo de Madarsuma.

31

- Morre em combate em Angola 1 militar da CCaç 2607.

- Parte para Angola o BCaç 3849.

- Morrem em combate em Moçambique 2 militares. Um da CArt 2763 e um da 2ª/BCaç 17.

- Durante este mês as baixas nas forças portuguesas totalizaram 75 mortos. Em acções de combate morreram 40 militares.

 

AGOSTO

?

- Elementos da UNITA estabelecem contactos com madeireiros na região do Moxico com vista a um entendimento.
- Formação de um Governo no exílio pelo MPLA.

- Curso de formação sindical organizado pela Liga Geral dos Trabalhadores Angolanos (LGTA) ligada à UPA, em Kinshasa.

1

- Morre em combate em Angola 1 militar da CCaç 1202/RI 20.

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 5.

2

Morrem em combate em Moçambique 4 militares da CCaç 2710.

3

Morrem em combate em Moçambique 3 militares. Um da CCaç 2793, um do CmdAgr 2791 e um da 1ª/GAC 6.

5

Ataque e flagelação do PAIGC a aquartelamento no Olossato, com efectivo numeroso, estimado em vários grupos com bases de fogo: Foguetão, Mort. 82, Canhão s/r. Ataque com RPG-2, RPG-7. Bazuca e armas ligeiras. Teve a duração de 1 hora

7

Morre em combate na Guiné 1 militar da CCav 3364.

9

Conclui-se a discussão da Lei de Imprensa na AN, que ocupou dez sessões, sendo aprovado, com ligeiras alterações, o texto proposto pela comissão eventual constituída na Assembleia Nacional.

10

- Morre em combate na Guiné 1 militar pára-quedista do BCP 12.

- Uma nota oficiosa do Ministério das Corporações e Previdência Social informa que o Conselho de Segurança Pública determinou o encerramento, por tempo indeterminado, das sedes dos Sindicatos Nacionais dos Empregados Bancários de Lisboa e do Porto, por transgressões a preceitos da legislação sindical. São também suspensos os elementos de ambas as direcções e nomeadas comissões administrativas.

13

Morre em combate em Angola 1 militar da CCaç 2606.

15

Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 3306.

16

- Morrem em combate em Moçambique 2 militares. Um da 2ª/GAC 6 e um da 2ª/BCaç 16.

- Revisão constitucional, preconizando maior autonomia para as províncias ultramarinas.

18

Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 3310.

21

- O Governador e Comandante-Chefe das Forças Armadas na Guiné, António de Spínola, desloca-se ao Continente. Reafirma as posições essenciais no que se refere à política africana do Governo e revela que vão ser instalados na província dois complexos industriais de grande dimensão, envolvendo investimentos da ordem dos 200 mil contos.

- Durante a segunda sessão legislativa, o deputado Sá Carneiro faz 43 intervenções, apresentando, nomeadamente, questões relativas à liberdade condicional, às medidas de segurança, ao regime prisional, às condições em que vivem os presos no forte de Peniche. Pediu cópias dos regulamentos das cadeias, informações sobre o número de presos às ordens da PIDE entre 1966 e 1970 e visitou, com outros deputados, algumas prisões.

23

Morrem em combate na Guiné 2 militares. Um cabo do PelCaç 52 e um fuzileiro do DFE 8.

24

Morrem em combate em Moçambique 2 militares. Um da CCav 2654 e um da CEng 2686.

25

- Morre em combate em Angola 1 militar da CArt 3314.

- Directiva do Comando-Chefe para a constituição de Grupos Especiais em Angola.

26

Morre em combate em Angola 1 militar da CCav 3317.

27

Abatido um avião-bombardeiro T6 na zona de Furancungo. Morreu o piloto furriel Carlos Mesquita.

28

- Morre em combate na Guiné 1 militar do PelCaç 52.

- Morrem em combate em Moçambique 4 militares Três da CCaç 2758 e um da CArt 2745.

- Parte para Angola o BArt 3853.

30

Morrem em combate em Moçambique 2 militares. Um da CArt 2745 e um da CCaç 2794.

31

Durante este mês as baixas nas forças portuguesas totalizaram 70 mortos. Em acções de combate morreram 30 militares.

 

SETEMBRO

?

- Movimento de elementos militares do MPLA ao longo do rio Luena, no Leste de Angola, com o fim de reabrir a «Rota Agostinho Neto» em direcção à zona do Luso, fazendo face à pressão da FNLA e da UNITA.

- Visita de uma delegação da OUA a vários países da NATO, com o objectivo de conseguir que estes deixem de apoiar a política colonial portuguesa.

- Visita de Olof Palme à Tanzânia, onde declara que o colonialismo português constitui um obstáculo ao abrandamento da tensão mundial.

- Chegam à Guiné o

1

- Morre em combate em Angola 1 militar do BCav 2902.

- Morrem em combate em Moçambique 3 militares. Dois da 3ª CCmds MOÇ e um da CCav 3318.

3

- Morrem em combate em Moçambique 4 militares. Um furriel da 1ª/BCaç 17, dois soldados 2ª/BCaç 19 e um soldado da CCaç Inhambane.

- Tropas rodesianas massacram 15 civis na região de Mucumbura, em Tete.

4

Morre em combate em Moçambique 1 militar do BCaç 17.

5

O chefe dos serviços secretos rodesianos, Ken Flower, vem a Lisboa apresentar críticas do seu governo à actuação de Kaúlza de Arriaga em Moçambique.

6

- Morre em combate em Angola 1 militar da 31ª CCmds.

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 14.

7

Morre em combate em Angola 1 militar da 31ª CCmds.

8

Morre em combate em Moçambique 1 militar do BCaç 17.

9

- Morre em combate em Angola 1 militar da 31ª CCmds.

- Morrem em combate em Moçambique 4 militares. Dois do BCaç 17, um da CCaç 3310 e um da CCaç 3354.

10

D. n.° 377/71. Promulga e põe em execução o Estatuto do Oficial da Força Aérea.

12

Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 3354.

13

Morre em combate em Moçambique 1 militar do BCaç 17.

14

Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 2706.

16

Parte para a Guiné o BCaç 3863.

17

- D. L. n.° 382/71. Permite a promoção dos militares fisicamente diminuídos em consequência de doença contraída ou de acidente sofrido em serviço da Nação, independentemente de aptidão física apurada em junta médica.

- Morrem em combate em Moçambique 2 capitães. Mário Gonçalves Pacheco da CCaç 3352 e Pedro Morais Santos da 4ª CCmds MOÇ.

22

D. L. n. ° 396/71. Simplifica o regime estabelecido para a elaboração do recenseamento dos eleitores da AN, generalizando o uso de fichas de inscrição.

23

Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 2791.

25

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 3395.

- Directiva do Comando-Chefe para a constituição de grupos especiais (GE) em Angola.

- Partem para Angola os BCaç 3855 e 3856.

- Parte para a Guiné o BCav 3864.

27

- Marcelo Caetano é condecorado com a Ordem da Torre e Espada, por ocasião do 3° aniversário da sua tomada de posse como Chefe do Governo, e discursa.

- O Presidente vitalício do Malawi, Hastings Banda, desloca-se a Moçambique onde inaugura a ligação ferroviária entre este território e o seu país e visita as obras de Cahora Bassa.

30

- Em Moçambique, perto da cidade de Tete, morrem em combate os oficiais da Força Aérea tenente Luís Lemos Ferreira e capitão José Santos Arroube.

- Início do funcionamento do Centro de Instrução de Grupos Especiais em Moçambique, no Dondo.

- Durante este mês as baixas nas forças portuguesas totalizaram 55 mortos. Em acções de combate morreram 28 militares.

 

OUTUBRO

?

- Actividade operacional do PAIGC na zona de Duas Fontes, no Leste da Guiné, com emboscadas e minas, causando 5 mortos e 4 feridos às forças portuguesas.
- Operação "Com Raça" das forças portuguesas na Zona de Caboiana-Churo, Oeste da Guiné, CAOP 1, com resultados significativos.
- Operação "Novidade" das forças portuguesas, na zona de Tite, no Sul da Guiné, com captura do chefe das populações balantas do Quinara, de nome Manquiante.
- Operação "Diamante Pardo" executada por duas companhias de comandos africanos na zona de Naga, Oeste da Guiné, com estabelecimento de vários contactos com forças do PAIGC.
- Desenvolvimento de uma operação combinada a norte de Metangula (Niassa-Moçambique) pelas forças portuguesas, com destruição das bases Gungunhana e Luiga e resultados apreciáveis.
- Acção da FRELIMO no itinerário Revia-Marrupa, Niassa, Moçambique, com accionamento de mina A/C pelas forças portuguesas, causando 10 mortos e 7 feridos.

- Visita de Marcelino dos Santos à Argélia, declarando que a actividade da FRELIMO é muito forte na zona de Tete, em especial na estrada de ligação entre a Rodésia e o Malawi.

- Detecção e desmantelamento pelas autoridades portuguesas de uma organização de apoio ao MPLA em Luanda e noutras cidades angolanas, com o nome de Comité de Acção NZAJI, que planeava o início da guerrilha urbana.

- Declarações de Amílcar Cabral numa visita a Inglaterra a convite do secretário-geral do Partido Trabalhista, afirmando o seu desejo de solucionar a guerra por meio de negociações com Portugal, sem condições prévias.

1

Morrem em combate na Guiné de 5 militares. Três são do BCaç 2912 e dois da CCaç 2700.

2

Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 3353.

3

A ARA assalta um paiol na região de Caneças-Loures.

4

- Morre em combate na Guiné um alferes da CArt 2715.

- Morrem em combate em Moçambique 9 militares da CCaç Marrupa.

5

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 2700.

- Nas comemorações desta data pela Oposição, a romagem ao cemitério do Alto de S. João é alvo de grande aparato policial e a sessão do Teatro Vasco Santana é proibida.

6

- Morre em combate na Guiné 1 militar do BCaç 2912.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CArt 2630.

- Partem para Moçambique os BCaç 3865, 3866 e 3867.

9

- Devido a acidente morre em Moçambique o tenente António Gomes Reis.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç Inhambane.

10

- Morrem em combate em Moçambique 5 militares. Dois da CCaç 3310, dois da CCav 2652 e um alferes da 3ª CCmds MOÇ.

- Massacre de 19 civis na localidade de Daque, Tete, por tropas dos GE’s.

- Morre em combate na Guiné 1 militar pára-quedista do BCP 12.

11

O governo português discorda dos ataques do general Spínola ao Senegal.

12

Prolongando-se até 9 de Dezembro, foram realizadas as Operações “Pilar 1”, “Série Rompante”, “Pilar 6” e “Série Pilar”, por uma Companhia de Comandos no período de intervenção em Chicoa (Moçambique), sob a dependência operacional de um Batalhão de Cavalaria.

13

O livro As Lutas Operárias Contra a Carestia de Vida em Portugal em 1918, de José Pacheco Pereira, é proibido de circular por ser uma obra «cheia de largas tiradas em louvor da greve, do marxismo e da luta de classes.»

15

Morre em combate na Guiné 1 militar pára-quedista do BCP 12.

16

Morrem em combate em Moçambique 3 militares. Dois da CArt 2630 e um da CCav 2722.

17

Portugal inicia negociações em Bruxelas com vista à definição de um estatuto de ligação à CEE.

19

Cimeira da Comunidade da África central e oriental que aprovou a «Declaração de Mogadíscio», condenando as potências ocidentais pelo apoio dado a Portugal.

23

Partem para Angola o BCaç 3857 e a 37ª CCmds.

26

Morrem em combate na Guiné 4 militares da CArt 3332. Um alferes e três praças.

27

- Nas instalações do Comando da Área Ibero-Atlântica, em Oeiras, que recentemente haviam sido inauguradas, rebenta um engenho explosivo. A acção é reivindicada pela ARA, que algum tempo antes assaltara o paiol da pedreira da Quinta da Pipa, em Loures, de onde desviara 500 kg de trotil e 75 detonadores.

- Morrem em combate na Guiné 5 militares da CArt 2743.

30

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CArt 2743.

- É nomeado um novo Governador-Geral para Moçambique.

- Em documento, a direcção do PCP solidariza-se com a ARA: “O PCP tem apoiado e continuará a apoiar as justas acções da ARA (organização autónoma com formas específicas de actuação) e manifesta a sua solidariedade com os seus corajosos militantes”.

31

Durante este mês as baixas nas forças portuguesas totalizaram 81 mortos. Em acções de combate morreram 45 militares.

 

NOVEMBRO

?

- Acção de duas companhias de comandos africanos, na zona de Chimbila-Cazage-Luatche-Lumeje, sector de Moxico.
- Acção das forças portuguesas a noroeste de Muidumbe, COFI, Moçambique, com assalto à base provincial Moçambique da FRELIMO.

2

Parte para Angola o BCaç 3858.

3

Acção militar na região de Mucumbura (Tete), em Moçambique, que se prolongou até 24 e foi realizada por uma Companhia de Comandos, e de que resultou a morte de 16 civis.

6

- Acção de sabotagem da linha de caminho de ferro nas zonas de Caldas Xavier e Doa, Tete, Moçambique, por parte da FRELIMO, com comando à distância, resultando a destruição de três vagões e de 400 m de linha.
- É estabelecido novo regime de pagamentos interterritoriais.

- Morre em combate em Angola 1 militar do RI 22.

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCav 2749.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar do PelInt 2220.

7

Início das acções armadas das BR (Brigadas Revolucionárias), fundadas por Isabel do Carmo e Carlos Antunes, com sabotagem da base da NATO de Pinhal de Arneiro, Fonte da Telha.

8

Morre em combate na Guiné 1 militar da CArt 3359.

11

Já em fim de comissão, e perto de embarcar em Nacala de regresso a casa, 7 militares do BArt 2898 morrem num estranho acidente de comboio.

12

Nova acção das BR contra a bateria antiaérea em Santo António da Charneca, Barreiro.

17

- Partem para Angola os BArt 3859 e 3860.

- Morrem em combate em Moçambique 2 militares. Um da CCav 2652 e um da CCaç 2709.

18

- Alvejamento por forças da FRELIMO de um avião DO-27 em missão de RVIS, com morte do oficial observador, na região do Niassa.
- Kaúlza de Arriaga, em carta enviada a Marcello Caetano, denuncia a colaboração prestada ao inimigo por uma parte da população branca de Moçambique.

- Devido a acidente morre em Angola o major Fernando Lobo Costa.

- Morre em combate em Moçambique um alferes da CCaç 2707.

- Morre em combate em Angola 1 militar pára-quedista do BCP 21.

19

A Assembleia Nacional decreta o «estado de subversão», por se verificarem «actos subversivos graves em algumas parcelas do território nacional».

20

Morre em combate na Guiné 1 militar fuzileiro especial do DFE 13.

21

Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 3469.

23

- Morre em combate na Guiné 1 militar do BCav 3846.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç 2707.

24

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CArt 3417.

- O ministro do Ultramar manda proceder a um inquérito sobre os massacres de Mucumbura denunciado por missionários.

25

Morrem em combate na Guiné 2 militares da CCav 2747. Um alferes e um soldado.

26

Morre num acidente em Angola o tenente-coronel Fernando da Fonseca.

28

Em comunicado, o PCP critica as BR e afirma o seu apoio às acções da ARA.

30

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCav 3378.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar do BCaç 15.

- Durante este mês as baixas nas forças portuguesas totalizaram 50 mortos. Em acções de combate morreram 19 militares.

 

DEZEMBRO

?

- Operação "Safira Solitária" realizada por duas companhias de comandos africanos na zona de Ores, Oeste da Guiné, com vários contactos com forças do PAIGC.
- Grande operação das forças portuguesas a SE de Nangade (Cabo Delgado -Moçambique), com assalto à base Beira e ao Destacamento de Nangade.
- "Operação Presença", do Movimento Nacional Feminino, com a edição do LP "Natal-71".
- Na Guiné foi activado o Destacamento de Fuzileiros Especiais Africanos (DFE 22).

3

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CCaç 3304.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar da CCaç M. Praia.

- Aprovação do plano de operações para a integração dos guerrilheiros da UNITA pelo Governo-Geral de Angola, que prevê para Savimbi um cargo administrativo.

4

Parte para Moçambique o BCaç 3868.

6

Morre em combate na Guiné 1 militar da CArt 2732.

7

- Morre em combate em Angola 1 militar da CCav 2692.

- Morre em combate em Moçambique 1 militar do CIGE.

9

- Morre em combate em Angola 1 militar da CCaç 307/RI 22.

- Portugal e os Estados Unidos renovam o acordo das Lages.

13

Morrem em combate em Moçambique 3 militares. Um sargento do PelRec 2292, um soldado da CTpts 2337 e um da CCaç 2795.

14

Partem para Angola o BArt 3861 e o BCav 3862.

15

- Morre em combate em Angola 1 militar da CCaç 104/RI 22.

- Morrem em combate em Moçambique 2 militares. Um da CCaç 2708 e um da CCaç 2729.

16

- Morre em combate em Moçambique um furriel do BCaç 17.

- Marcello Caetano declara em «conversa em família» que os «nossos amigos americanos (...) são agora também nossos aliados».

17

- Morre em combate na Guiné 1 militar da CArt 2732.

- Um diplomata da delegação dos EUA na ONU, Charles Diggs, demite-se denunciando a «hipocrisia» da administração Nixon em relação a África.

18

- Morrem em combate em Moçambique 3 militares. Dois da CCaç 3397 e um da CCaç Vila Cabral.

- Parte para a Guiné o BCaç 3872.

- A PIDE/DGS manda apreender todos os exemplares do livro Poesias e Cartas de José Bação Leal, falecido em combate em Moçambique em 1965. Após a sua morte, os amigos juntaram-se para editar, em forma de homenagem póstuma, os seus poemas e cartas. Em 1971 o seu pai reedita-o desta vez com um grande impacto no meio literário e intelectual. Será, nesse ano, o livro mais vendido na Feira do Livro de Lisboa, antes de ser apreendido pela PIDE em 18-12-1971.

20

Inicia-se a tentativa pelo Exército português de recuperar posições na Frente Norte da Guiné, mas retira-se depois de sofrer 60 baixas na zona de Mores.

21

Morre em combate na Guiné 1 militar da 2ª CCmdsAfric.

22

- Parte para a Guiné o BArt 3873.

- Morrem em combate em Moçambique 3 militares do BCaç 20, CCaç 2703 e CCaç 2708.

24

Morrem em combate na Guiné 5 militares dos comandos.

25

Ataque da FRELIMO ao aquartelamento de Macomia (Moçambique), sede do Batalhão de Cavalaria 2923.

28

Morre em combate em Moçambique um furriel do BCaç 17.

30

- Morre em combate em Moçambique 1 militar do BCaç 20.

- Realização de uma Operação na zona de Gago Coutinho (Tete), pelos Comandos, com a missão de garantir a defesa próxima e imediata do Governador-Geral e Comandante-Chefe das Forças Armadas de Moçambique, por ocasião da visita à unidade ali estabelecida.

31

- Em Moçambique foi decretada a Operação “Fronteira”, que se estendeu ao longo do Rovuma até Palma, com o fim de concentrar as populações da região.

- Durante este mês as baixas nas forças portuguesas totalizaram 66 mortos. Em acções de combate morreram 29 militares.

- Os efectivos militares atingem os 62 060 homens em Angola, 29 210 na Guiné e 44 505 em Moçambique. As tropas portuguesas sofreram ao longo do ano 783 mortos sendo 389 em combate.
A percentagem das despesas militares no total das despesas públicas é de 38,8 por cento.

publicado por estrolabio às 18:00

editado por Luis Moreira em 02/02/2011 às 22:52
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links