Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010

AutoEuropa - mérito, responsabilidade, negociação.

Luis Moreira


Num país a desabar, com toda a genta a perder poder de compra, a AutoEuropa e os seus trabalhadores dão uma lição de bom senso. Mais uma!

Os salários vão ser aumentados em 3.9%, acordo para este ano e para o próximo, numa manifestação de grande mérito e responsabilidade. É a mesma empresa onde os trabalhadores aceitam trabalhar quando há trabalho, vão de férias quando não há encomendas, cumprem objectivos negociados com a Administração, ganham segundo o que produzem.

O contrário dos nossos fogosos trabalhadores de emprego certo, carreira assegurada e progressão automática. E que não podem nem querem ser avaliados!

Sem mérito e sem produtividade o país é pasto da confrontação de grupos organizados que assaltam o Orçamento, que exigem tudo e mais alguma coisa, nunca saciados, braços armados de ideologias que perdem nas urnas eleitorais o que querem ganhar na arruaça da rua e da comunicação social.

Tem sido possível à Comissão de trabalhadores da empresa manter-se à margem dos interesses partidários dos sindicatos e, com mérito e grande capacidade de negociação, obter índices de produtividade que rivalizam com as suas congéneres internacionais, motivo de orgulho, num povo que tem como suprema ambição encontrar um emprego certo e um sindicato que os defenda.

Nem se dão conta que vão para o empobrecimento como os outros, jovens e com a vida pela frente, vivem uma vida medíocre, sem ambição e sem alegria e orgulho na profissão que escolheram.

A AutoEuropa mostra que é possível, que os nossos trabalhadores são gente capaz e responsável como, aliás, mostram por esse mundo fora.É preciso acabar com este Estado abocanhado por interesses corporativos, pasto da mediocridade e da irresponsabilidade e apostar nas empresas produtoras de bens e serviços transaccionáveis.

Se o Estado não atrapalhar já é uma grande ajuda...

publicado por Luis Moreira às 13:30
link | favorito
6 comentários:
De C.Mesquita a 25 de Outubro de 2010
As Comissões de Trabalhadores são Sindicatos -
Sindicatos de Empresa.
De Luis Moreira a 25 de Outubro de 2010
Sim, mas esta nunca se deixou contaminar politicamente, apesar das muitas tentativas e tentações.
De Sales a 25 de Outubro de 2010
Luís Moreira, esta empresa teve à frente dos trabalhadores um tipo inteligente, bom comunicador e bom negociador que não explorou
as emoções radicais, antes pelo contrário. Também precisamos de dirigentes assim em todos os planos da nossa sociedade e não MP3 carregados a pilhas com discursos antigos.
De Luis Moreira a 25 de Outubro de 2010
Exactamente, nunca foram nas histórias das centrais politisadas onde quase sempre se joga o "quanto pior melhor". Até porque os alemães levantavam âncora e iam para outro porto.Mas a empresa é um "must" Conheço lá um jovem engº, o Nelson Pinheiro, enviaram-no para a Alemanha, está lá há anos a prepará-lo para grandes vôs. Ali é reconhecido o mérito e ganha-se segundo o mérito e a produtividade.E quem não está disposto a trabalhar são os colegas que o colocam nos eixos.A avaliação é compreendida e participada.
De C.Mesquita a 25 de Outubro de 2010
Quando o Luís diz que há colegas que põem outros nos eixos, é verdade.
No meu tempo de industrial funcionávamos tão bem como a Auto Europa, há muitas empresas com os mesmos resultados. Nós, com dúzia e meia de trabalhadores não precisavamos de delegados, reunia tudo. Mudámos várias vezes de horário de trabalho adaptando a produção à necessidade dos clientes; era fácil com vencimentos acima dos Contratos Colectivos de Trabalho. Agora, com indústrias que não conseguem ou não querem pagar 500 euros de salário mínimo é outra conversa. Com a mentalidade da maioria dos agentes económicos, a chamada flexisegurança plasmada na lei, daria origem a grandes abusos. O caminho é sindicatos de empresa nas melhores, e a contratação colectiva para as restantes.
De Luis Moreira a 25 de Outubro de 2010
É verdade . Os trabalhadores sabem melhor que ninguem quem são os colegas que se dedicam. Na contratação colectiva não podem estar lá plasmadas regras que levam à progressão automática, seja qual for o mérito, ou o acesso automático ao cimo da pirâmide, isso leva ao igualitarismo, à falta de produtividade.

Comentar post

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links