Sábado, 20 de Novembro de 2010

Notas soltas - Merecida homenagem

Carlos Godinho

Esta imagem reflecte a face mais pura do futebol e do espírito de selecção. Numa equipa, num grupo de trabalho, todos são importantes. Desde o seleccionador ao mais humilde dos funcionários, todos devem acreditar e lutar pelo mesmo objectivo. Quando assim é torna-se mais fácil a concretização dos desejos de todos. Luís Figo é o Director de Relações Públicas do Inter, Pauleta é Embaixador do Paris Saint-Germain e embora vivendo fora de Lisboa, e um do próprio País, vieram a Lisboa participar na homenagem ao António Gonçalves. Sabem ambos o muito que ele trabalhou durante os cerca de dezoito anos em que andaram pelas selecções nacionais. Muitas viagens, jogos e treinos, muitas histórias, imensas alegrias, algumas tristezas, uniram estes homens, e por isso não hesitaram os dois, mais o Fernando Couto, em estar na quarta-feira em Lisboa. Alguns outros ligaram e mandaram mensagens, com realce para a de Jorge Costa. Nenhum, felizmente, precisa nada do António Gonçalves, mas a amizade e o reconhecimento assentam-lhes que nem uma luva. Curiosos e emotivos, envolvendo António Gonçalves e os jogadores, foram também os momentos vividos no vestiário antes da entrada em campo, mas esses só um dia mais tarde revelarei.

(Foto: Francisco Paraíso)

O Hino Nacional



(Foto: Francisco Paraíso)


(Transcrito de "Todos Somos Portugal")
Eu sei que estes jogadores estão habituados a grandes ambientes, a grandes estádios e ao ruído associado ao grande número de espectadores. Curioso é que os momentos dos hinos nacionais quase sempre marcam os jogos. Anteontem, porque me encontrava bastante perto das equipas perfiladas, reparei que alguns dos jogadores espanhóis tinham um ar de algum espanto perante a forma muito entusiástica como os cerca de 30.000 espectadores cantaram "A Portuguesa". Não sei se por não estarem habituados, o hino espanhol, só tem música, ou se o eco que aquelas gargantas produziram no relvado os impressionou, tal a força que irradiaram. Até a mim, que já o cantei centenas de vezes me arrepiou. Aquele estádio tem de facto uma força que não é explicável. Parabéns a todos que lá estiveram e que não tiveram medo de exprimir os seus sentimentos.
publicado por Carlos Loures às 11:00
link | favorito
2 comentários:
De carlos loures a 20 de Novembro de 2010
Segunda tentativa:

A forma como o Hino foi cantado é uma boa resposta para os que defendem a «união» (leia-se integração)com o estado espanhol. A maioria dos portugueses repudia essa ideia.
De Luis Moreira a 20 de Novembro de 2010
Só se for para importar espanholas e montá-las cá...(oops, não era bem isto...):-(

Comentar post

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links