Sábado, 20 de Novembro de 2010

A nossa encantadora Natureza – 11, por Andreia Dias

Águia de Bonelli (Aquila fasciata)


Destas águias, não me é particularmente fácil falar. Falo e logo sinto borboletas que me pululam nos pés e rapidamente me chegam às orelhas, E tudo isto, devido ao carinho que lhes tenho. Afinal de contas, dediquei-lhes na íntegra, os últimos 4 anos. Foi um amor à primeira vista… pela sua “fragilidade e robustez”. É um contra-senso, eu sei, mas é daqueles “amores-paixão”, dos que nunca viram ódio.
É difícil falar do que se gosta muito, quase tanto como falarmos de nós próprios. Por instantes, ponho o meu profissionalismo de lado para falar de um animal. Estas águias aniquilam o mais robusto humano, apenas com o olhar. Hoje, quase viro poeta, só de escrever sobre a águia de Bonelli, perdoem-me os tantos (verdadeiros) poetas que me lêem…

Esta espécie foi descoberta para a ciência pelo italiano, Andrea Bonelli (1819) e não fosse a coincidência… a Andreia das Bonellis!



Sei exactamente quando e onde vi o primeiro ovo, o primeiro “bebé”, a caçarem, a dormitarem, a copularem… as que tiveram bebés e com as asas abertas as protegeram do sol ou da chuva, as que ficaram sem ninho porque caiu, as mais exibicionistas e as mais discretas, as mais escuras, as mais clarinhas, …
Qualquer observação fugaz, que aos meus olhos era eterna… inundava-me de alegria para enfrentar os dias seguintes sem novas observações.

E tê-las na mão!? Quando o meu batimento cardíaco se funde no delas e não consigo sequer distinguir qual o que bate mais forte…

As águias de Bonelli, têm estatuto de “Em perigo” e têm sofrido um acentuado declínio nos últimos anos.
Pode ser encontrada desde a região mediterrânica até ao Sudoeste asiático, em pequenas e fragmentadas populações. Na zona da Indonésia e Timor-Leste existe uma forma distinta, sendo defendida por uns como uma subespécie e como espécie diferente por outros.

Em Portugal, existem cerca de 115 casais. Ao contrário do Nordeste Transmontano (ou mesmo do resto da Europa) onde nidificam exclusivamente em rocha, no Sul de Portugal a população tornou-se arborícola e curiosamente encontra-se em expansão.

É a ave de rapina que se reproduz mais cedo na Europa. Podem pôr 1, 2 e raramente 3 ovos (ocorreram 2 casos inéditos em Portugal do nascimento e voo de 3 crias em 2007 na zona do Vale do Guadiana).
Os pequeninos quando nascem, assemelham-se a bolinhas brancas de algodão e à medida que crescem, vão adquirindo uma plumagem mais escura. Através da evolução desta plumagem, é possível avaliar a idade das crias.



Quando atingem cerca de 65 dias começam a efectuar os primeiros voos. Permanecem perto do ninho cerca de 2 meses.

Alimentam-se
de coelhos, perdizes, pombos e outras aves de médio porte.

São fiéis ao território e ao companheiro (por vezes ocorrem divórcios). Podemos observá-las todo o ano.
As principais ameaças são os cortes de grandes árvores (devido à sua exigência no que respeita a altura e robustez para suportarem os grandes ninhos), degradação do arvoredo (doenças, incêndios), tricomoníase, linhas eléctricas, disparo e perturbações na época de reprodução.

É talvez a ave de rapina mais discreta que conheço… a mais singela e mais ágil (atendendo ao tamanho).
Quase de torna mitológica quando avistada, altura em que os sentimentos ficam ofuscados com tanta beleza.
Que sorte a minha, que sorte a minha…

Curiosidades: os juvenis, depois de dispersarem, regressam ao local onde nasceram, pelo menos 1 vez na vida.
publicado por Carlos Loures às 16:30
link | favorito
8 comentários:
De augusta.clara a 20 de Novembro de 2010
Este, para mim, é o teu mais belo texto, Andreia. O amor sempre nos dá uma eloquência especial e o amor que tu tens por essa ave - para mim, também, a preferida - fez-te escrever uma lindíssima página sobre a Águia de Bonelli. E que linda as fotos, Andreia das Bonellis. Elas devem ser mesmo tuas amigas para se deixarem fotografar com esse ar tranquilo. Um beijinho.
De Luis Moreira a 20 de Novembro de 2010
Andreia Bonelli, que paixão tão bonita, és uma jovem mulher feliz.Vou deixar de ser águia real para passar a ser "uma bolinha branca de algodão" podemos ser tudo, foi a coisa mais importante que a vida me ensinou.E que bem escreves.
De Andreia Dias a 20 de Novembro de 2010
Não consigo expressar o que sinto, a não ser "muito obrigada"! :-) Um beijinho docinho :-)
De augusta.clara a 20 de Novembro de 2010
Dediquei-te um texto, Andreia. Vai lá ler. Um beijinho :)
De adao cruz a 20 de Novembro de 2010
Andreia, estou no Guincho, no hotel The Oitavos, numa reuniao cientifica. Numa paz e sossego, neste momento em que os trabalhos acabaram. Resolvi vir a net e dei com este teu texto encantador. Um encanto de leitura pela beleza da escrita e pela beleza e amor com que descreves a tua dedicacao a natureza. Um beijinho Andreia das Bonellis
De augusta.clara a 20 de Novembro de 2010
Grande malandro! No Guincho, onde eu gosto tanto de ir ver o pôr-do-sol, a viver à grande e a espiar as nossas conversas.Olha, Adão, o Luís quer que lhe tirem o coração para fora. Podias fazer-lhe esse favor :)
De Luis Moreira a 20 de Novembro de 2010
o Adão é a pessoa menos indicada, tira-me o coração e mantem-no a bater, tem que ser um algoz, tira e acabou...
De Andreia Dias a 21 de Novembro de 2010
:-) Mais uma vez, obrigada a todos por me incentivarem a continuar...
Augusta, vou já lá ver :-)

Comentar post

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links