Domingo, 19 de Junho de 2011

Mãos - um poema de Sophia para o Adão que faz anos hoje

 

Sophia de Mello Breyner Andresen

 

(para ti com um beijo)

 

(Rodin)

 

 

 

MÃOS

 

Côncavas de ter

Longas de desejo

Frescas de abandono

Consumidas de espanto

Inquietas de tocar e não prender

 

 

(in Sophia de Mello Breyner Andresen, Obra Poética I, Caminho)

. .
publicado por Augusta Clara às 19:00
link | favorito
7 comentários:
De ethel feldman a 19 de Junho de 2011
Vai fazer um ano quando o Carlos Loures desafiou-me a 'poemar' os teus quadros. Viajei para o alentejo, certa de que me tinha comprometido com uma coisa que não fazia a ideia do resultado. Hoje, aqui, entre nós vou-te contar como foi. No primeiro dia, olhei para o primeiro e fechei os olhos, meu coração disparou e levou-me a imagens que à partida não teria nada a ver com a imagem. Assustei-me. E agora, como me distanciar da emoção e olher o uqadro somente? O corpo, querido Adão, recusava o caminho da negação. Sustentar a emoção e trazê-la em forma de escrita era a minha única sáida. Ainda pedi desculpas ao Carlos, porque tive receio que não gostasses. Vai fazer um ano, e depois de mim quase todos os colaboradores do estrolábio escreveram inspirados na tua obra. Em todos, quase se pode isolar o ponto de sustento da emoção, aquele que de ti sai, na escrita ou na pintura. Nesse casamento que fizemos contigo, somos fieis à tua sensibilidade, sentido de justiça e modéstia. Faz quase um ano, Adão que venho te lendo e sentindo. Hoje é o teu aniversário e não há nada que diga Parabéns tão bem dito, como um profundo obrigada. Beijo
De Augusta Clara a 19 de Junho de 2011
Há pessoas que não se fazem ao elogio mesmo quando o merecem tanto como tu, Adão. Por isso não vou elogiar-te. Vou só dizer-te: gosto muito de ti. Parabéns.
De Inês Aguiar a 19 de Junho de 2011
bailarinas num bailado de afectos, palavras e manifestações de carinho, safiras e esmeraldas ao longo do teu caminho...já aqui ficaram os diamantes, a Ethel, a Augusta e eu.
Obrigada e PARABÉNS, Adão, novamente.
De adao cruz a 19 de Junho de 2011
Pérolas, pérolas e mais pérolas rolando por entre estes dedos dormentes. As vossas palavras são pérolas com que eu brinco por entre estes meus dedos de criança. A única fase da minha vida da qual eu tenho saudades é a infância, como já devem ter notado a Ethel, a Augusta, a Inês. Que bom sentir-vos tão presentes nesta forma de ser hoje o meu rio de memórias, de saudades e de esperanças.
Um beijinho muito terno.
De Luis Moreira a 19 de Junho de 2011
Um abraço, Adão!
De adriano pacheco a 20 de Junho de 2011
Que posso eu acrescentar a tantas palavras bonitas e bem merecidas? Apenas parabéns Adão

Adriano
De adao cruz a 20 de Junho de 2011
Um grande abraço a todos e os meus sinceros agradecimentos.

Comentar post

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links