Segunda-feira, 6 de Junho de 2011
Não falo mais em eleições. Acabou - Adão Cruz

Adão Cruz  Não falo mais em eleições. Acabou

 

 

Apenas queria reforçar a ideia de que o povo não tem remédio e a sua cegueira é irrecuperável. Falar da soberania popular é ridiculamente irónico. Que se lixe tal povo. Aqui deixo duas inequívocas notas que hoje me foi dado ler:

 

(O que se passou) Paulo Rato: - O bom povo, que vê futebol e telenovelas e até assiste a debates políticos onde nada de substancial se discute, votou na sua própria fome, miséria e desespero: formataram-no para tal e cumpriu.

 

(O que nos espera) Manuel António Pina: - Recessão, pobreza, despedimentos fáceis, destruição do SNS, da escola e da segurança social públicas, desoneração das empresas de qualquer responsabilidade social através de uma gorda redução da TSU que aumentará exponencialmente o número de Ferraris nas estradas das regiões mais deprimidas do país, e redistribuição em “apoios” à banca, dos recursos sociais afectados aos mais desfavorecidos.

 

 Quanto mais me bates mais gosto de ti.

 

Hão-de torcer a orelha mas não deitará sangue.

 

Hão-de berrar mas ninguém os ouvirá.

 

Hão-de chorar mas ninguém lhes limpará as lágrimas.

 

Hão-de rezar mas Deus estará surdo.



publicado por Augusta Clara às 16:00
link do post | comentar

11 comentários:
De Luis Moreira a 6 de Junho de 2011 às 16:09
Adão que caminho? Todos concordam com o que dizes, mas com o país nesta situação, de cócoras, alguém acredita que há outro caminho?


De Augusta Clara a 6 de Junho de 2011 às 16:28
Claro que há. A Islândia não bateu o pé ao FMI? Há sempre outro caminho, Luís, sempre que se queira a sério, por mais difícil que seja tentá-lo. Convence-te disso.


De Inês Aguiar a 6 de Junho de 2011 às 17:28

Há sempre outro caminho, Luís...reagir! Não é fácil movimentar a tais massas formatadas mas assim que as
medidas da troika comecem a doer, os gritos e gemidos de alguns terão certamente eco nos outros.
Como diz e muito bem a Augusta, bater o pé, nem somos os primeiros...desinquietar, procurar a alma amputada deste país e dar-lhe asas. Podes chamar-me idealista mas
não foram os ideais que impulsionaram as mudanças?
Não me leves a mal, estou cheia de raiva, cansada de mais do mesmo.


De Luis Moreira a 6 de Junho de 2011 às 20:19
Oxalá consigamos o que dizem.


De António Gomes Marques a 6 de Junho de 2011 às 22:09
Oh, Adão! O Manuel António Pina, em tão poucas palavras, disse tudo.


De Carlos Mesquita a 7 de Junho de 2011 às 15:33
Amigo Adão é uma injustiça, para não chamar preconceito social, considerar o povo português estúpido.
A população que não consegue descodificar o discurso político não tem culpa dessa insuficiência ( há muito professor universitário com o mesmo problema). Somos nós que pensamos sabê-lo, que não somos eficientes no esclarecimento (os que tentam fazê-lo), que temos sido poucos, e a maior parte das vezes incompetentes.
Quem se lamuria hoje deu alguma ajuda? Que contributo deu o Estrolabio durante a campanha eleitoral? Zero! Pior; concorreu para a intoxição. O povo lá vai aprendendo à sua custa e com sofrimento, porque quem sabe o que está em causa também tem intereses em manipular o povo.
Não tenho vergonha do povo que somos, tenho vergonha sim dos intelectuais que não prestam e empestam o país.
De reputados filósofos da trupe de papa-açordas do Mário Crespo, a jornaleiros dos Media pagos para manipular, tudo tem servido para confundir e indicar o caminho do abismo ao povo português.
É o povo que tem culpa? Não me lixem.


De Inês Aguiar a 7 de Junho de 2011 às 15:58
Caro Carlos M.

saudações
como tu não tenho vergonha do povo que somos, como tu penso que na pressa da sobrevivência a população não tem nem tempo, nem meios para fazer a
triagem da informação. E, como tu aponto o dedo aos abutres do sabe tudo com teorias de excremento.
E, acredita que o Adão só vomitou a raiva...
beijo


De Augusta Clara a 7 de Junho de 2011 às 15:58
Carlos Mesquita (o outro anda no futebol e vocês a darem-lhe), podes ter razão nalgumas coisas, mas dizeres que o Estrolabio intoxicou a opinião pública durante a campanha eleitoral é mesmo de Américo Duarte no tempo do PREC de que tenho muitas saudades - não do Américo Duarte, claro -, diga-se de passagem. Mas "se todo o tempo é composto de mudança, mudemos-lhe as voltas que ainda o dia é uma criança".


De Augusta Clara a 7 de Junho de 2011 às 16:01
"troquemos-lhe as voltas" que ainda é bem mais acutilante.


De Augusta Clara a 7 de Junho de 2011 às 20:03
Tenho andado à procura da palavra "estúpido" e ainda não a encontrei. Como fui eu que montei o post , certamente me teria chocado se o Adão tivesse usado o termo. Tudo o ele lá diz é verdade e sem paternalismos. Como é que este povo, que de estúpido não tem nada, consegue ir enterrar-se ainda mais por suas próprias mãos? Eu subscrevo inteiramente este desconsolo.


De Luis Moreira a 7 de Junho de 2011 às 19:40
Quem meteu isto no fundo é que não tem culpa nenhuma.O estrolabio é um espaço de liberdade, as pessoas podem defender o que consideram mais certo para o seu país. Basta respeitar a opinião de todos e cada um.


Comentar post

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Oi, tudo bom?Estou enviando este email para inform...
Este é um anúncio público para todos que querem ve...
Olá a todos!Eu sou Maria, atualmente moro no Porto...
Diante dos dados comprobatórios apresentados pelo ...
Umberto Eco no seu livro, "Não contem com o fim do...
Resposta curta: bayardbanque@gmail.comEu recomendo...
Em mim, o Venex Forte fez efeito, assim como anter...
Eu sou um indivíduo privado que oferece empréstimo...
Eu sou um credor de empréstimo privado e investido...
se alguém tiver conhecido o meu tio joaquim silva ...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links