Sábado, 21 de Maio de 2011

Manifestações dos espanhóis alastram. Lisboa, Porto, Rabat e Bruxelas já marcham

 

 

Esta crise a nível mundial vai ter consequências e vai rebentar nas mãos dos que julgam que não há regras e que podem, impunemente, mandar para o desemprego milhões de pessoas.

 

Estes movimentos de ruas começam a tomar forma e força, os jovens perceberam que se não fizerem ouvir a sua voz ninguém o fará por eles, estamos perante estados corporativos, dominados por corporações de interesses que sobem e descem a avenida mas é para pedir mais para eles mesmos.

 

Em Portugal temos o Movimento 12 de Março. juntou muitos milhares de pessoas de todas as idades na manifestação e não desarma, ainda na 5ª feira cerca de 200 jovens estavam concentrados em frente do consulado de Espanha ali na avenida da Liberdade em solidariedade. E outras acções vêm a caminho, assim não se deixem manobrar com a "mão invisivel" que tudo controla e tudo mata, se possível, no ninho.

 

Nos países Árabes, como chama na pradaria, os movimentos de rua da população já pôs em fuga uns ditadorzecos e outros estão a calçar os patins, numa tomada de posição que não deixará pedra sobre pedra das actuais  ditaduras. A ganância pode vir a ser, está a ser, o que faltava para que os especuladores e ladrões de bancos possam ser obrigados a beber a taça, até ao fim, do próprio veneno.

 

Obama, nos US, prepara legislação de ataque aos "veículos" que possibilitaram esta tragédia mundial, no intuito de fazer um controle efectivo sobre a "economia de casino". Aqui na UE é que enquanto uns se alimentarem da desgraça de outros não se esperem grandes avanços. A Sra Merkel, acossada pelas eleições internas e pela sua visão "centralizadora " é que não ata nem desata e não se vê na UE vontade política para fazer o que deve ser feito.

 

Em Lisboa, os jovens não desarmam:

 

"Depois de se terem concentrado junto à Embaixada de Espanha, na Rua do Salitre, cerca de duas centenas de jovens espanhóis e portugueses concentraram-se sexta-feira à noite na Praça D. Pedro IV para dar início a uma Assembleia Popular onde cada um dos manifestantes podia “partilhar as suas ideias”.

Entre as ideias apresentadas estava o fim do capitalismo, da globalização e da pena de morte, mas também o apoio aos manifestantes espanhóis “acampados” na praça da Puerta del Sol, em Madrid, há cinco dias, tal como a necessidade de uma “nova política”."

 

E, em vários países o movimento está na rua! Nada ficará igual!

publicado por Luis Moreira às 13:00
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links