Terça-feira, 17 de Maio de 2011

As cadeiras vagas da Assembleia da Republica - por Luis Moreira

 

 

 

 

 

Ao voto em branco deviam corresponder cadeiras vazias na Assembleia da República.

 

Porque quem vota em branco está a votar conscientemente, está a dizer que não se revê em nenhum dos partidos que concorrem, portanto, o voto em branco devia estar representado na Assembleia. Quantos deputados representam os portugueses que votaram em branco? Olha-se para a composição da assembleia e é só contar as cadeiras vazias. Que percentagem representam?

 

Para além de ser lógico tem desde logo a grande vantagem de reduzir o número de deputados e, assim, baixar os custos. Os votos em branco representam 20% do eleitorado? Óptimo, corta-se 20% no orçamento da Assembleia, e com eles os respectivos adjuntos, secretárias, telemóveis...

 

Outra vantagem é que os restantes deputados, sendo menos, teriam que trabalhar mais, deixavam de faltar, entravam a horas, menos viagens..

 

Outra grande vantagem é que os senhores deputados sempre que entrassem no semicírculo e perante as cadeiras vazias, percebiam que aquele "partido" sem deputados pode crescer e, crescendo, diminuem os outros e, diminuindo os outros, pode calhar ser o dele a tornar-se mais pequeno e, calhando ao dele, pode ser ele próprio a deixar a sua muito estimada cadeira...

 

Do que não há dúvida é que os votantes que votam em branco devem estar representados no hemiciclo!

 

Aqui está uma petição que a sociedade civil devia tomar muito a sério, porque tem vantagens muito importantes, como por exemplo,  dar a indicação bem visível aos cidadãos que não se consideram representados nos actuais partidos e daí tirar consequências.Nascer um partido na base dessas cadeiras vazias, resultante de um programa feito de forma participativa, auscultando os que votaram em branco e as razões porque não se consideram representados.

 

E, este processo de rejuvenescimento é cíclico, ao fim de alguns anos lá estão as cadeiras vagas, reinicia-se o processo...

publicado por Luis Moreira às 13:00
link | favorito
13 comentários:
De Jonasnuts a 17 de Maio de 2011
De Luis Moreira a 17 de Maio de 2011
Então vamos subscrevê-la...:)
De Augusta Clara a 17 de Maio de 2011
Esta dos votos em branco corresponderem a cadeiras vazias é que eu nunca tinha ouvido. Que ideia peregrina!
De Luis Moreira a 17 de Maio de 2011
Peregrina? Há muito quem a defenda. E cheia de vantagens!
De Augusta Clara a 17 de Maio de 2011
Porque se eu não votar em nenhum partido, não quero estar lá representada como fantasma. Optou por outro tipo de intervenção como cidadã.
De Luis Moreira a 17 de Maio de 2011
O problema é que o sentido do voto desses eleitores não tem consequências...
De Pedro Godinho a 17 de Maio de 2011
Peregrina?
Distracção tua.
Faz tempo, o Leça da Veiga foi o primeiro que ouvi defender essa proposta, pelo menos, há mais de dez anos.
De Augusta Clara a 18 de Maio de 2011
Eu não tenho que defender o mesmo que o teu guru :-))
De Pedro Godinho a 18 de Maio de 2011
Namasté, Leça.
De Augusta Clara a 18 de Maio de 2011
Traduz, vá!
De Pedro Godinho a 18 de Maio de 2011
Namasté é uma saudação do sul da Ásia, nomeadamente da Índia e Nepal, que expressa respeito.
namas = curvar-se
te = te
Literalmente, portanto, curvo-me perante ti.
A difusão do ioga difundiu também esta saudação no ocidente.
Se o Leça é o meu guru...
então, Namasté Leça.
De Augusta Clara a 18 de Maio de 2011
Claro, claro, a honra que é devida a um guru :-)))
De Luis Moreira a 17 de Maio de 2011
E nos colóquios que estão a decorrer (às 5º f) na A25A, também já ouvi a defesa desta proposta.

Comentar post

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links