Segunda-feira, 14 de Março de 2011

A República nos livros de ontem nos livros de hoje - XVIII e XIX, por José Brandão

As Constituintes de 1911

 e os seus Deputados

 

Desconhecido

 

Lisboa, 1911

 

 

 

 

 

 

Nos principais países e em cada legislatura são publicadas, oficial ou particularmente, e sob diversos títulos obras no género da que, pela primeira vez, agora aparece em Portugal contendo os retratos e notas biográficas dos membros do Parlamento.

 

Aproveitando a circunstância de ser a actual Câmara muito numerosa e de importância histórica pela missão que lhe esteve confiada, damos nesta obra, sob o título As Constituintes de 1911 e os seus deputados, não só os retratos de todos os membros das Constituintes, que hoje compõem o primeiro Senado e a primeira câmara dos deputados da Republica, como também varias notas interessantes e uma resenha dos principais factos ocorridos na Assembleia Nacional, desde a sua abertura, em 19 de Junho de 1911, até ás eleições do Presidente da Republica e do Senado, com as quais, nos últimos dias de Agosto do mesmo ano, findaram os seus trabalhos.

 

 

 

 

 

 

____________________________________

 

 

 

 

 

Contra a Ditadura

 

Bernardino Machado

 

Lisboa, 1915

 

 

 

Quando o actual chefe do governo foi rudemente sacudido da gerência dos negócios da guerra por um decreto de demissão em que se deixava de mencionar o seu zelo ministerial, como se o não tivesse tido, eu revoltei-me por ele, que, dadas as circunstancias de momento, tendo-se produzido a primeira incursão monárquica, podia ser aleivosamente suspeito de traidor á República, e aconselhei-o a apresentar ao parlamento, protestando contra a insólita desqualificação. Não sei se alguém mais, civil ou militar, se pôs então ao seu lado, num justo movimento de solidariedade. Sei só que ele não chegou a reclamar. E é este homem, que, fora do governo, deixa passar sem protesto um desacato do poder que com tanta crueldade o atingia, quem surge agora dentro do governo e seu chefe, quando se lhe impunha a máxima moderação, a retaliar, a esgrimir atrabiliariamente contra todos os governos republicanos…

publicado por João Machado às 17:00
link | favorito

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links