Quarta-feira, 2 de Março de 2011

Estás a ver Ó Deolinda!

12 de Março de 2 011: 1 milhão de pessoas na Avenida da Liberdade, pela demissão de toda a classe política.

Deolinda, lembras-te? Pois, em vez de chorar dão corda aos sapatos e aí vão vocês fazer uma coisa que é habitual ser feita por quem tem emprego seguro e para toda a vida. Vão exigir que sejam ouvidos, vocês que são 1 milhão e que constituem o maior grupo de pressão que há cá na terra. As corporações instaladas passam a vida a descer a Avenida a exigirem mais e mais e, agora, aparecem vocês a exigirem, não mais, mas o mínimo. Ter um emprego!

 

Ó Deolinda, eu tinha proposto que uma hipótese é a emigração, e na vossa idade é sempre uma opção, mas há quem ache que tem o direito de trabalhar na sua terra, e bem, e aí estão vocês a fazer tremer muita gente. Porque cá no burgo, come quem faz barulho, e faz barulho quem tem formas organizadas para se fazer ouvir, por isso, cá no cantinho, os mais fracos e mais pobres nunca comem nada.

 

A partir de agora, se vocês conseguirem manter-se unidos, os investimentos começam a ser dirigidos para a criação de emprego, porque, verdade seja dita, nunca haverá 100% de população activa com emprego mas vai haver maior flexibilidade, mobilidade e quem está desempregado pode ter algumas hipóteses. Não fiquem é à espera que os que têm emprego lutem pelos vossos direitos, pois não lutam nem nunca lutarão!

 

Já andam aí na blogoesfera os "terroristas de boca", que vocês são gente parva, mazinha, cuidado que é gente do pior, quando afinal vocês só estão a praticar um direito, o da liberdade de expressão e a fazer o que as corporações fazem vezes sem conta.

 

Estás a ver como de parvo vocês não têm nada?

 

Dentro do Coliseu com a lágrima no olho a fazer "encores" é que se não vai a lado nenhum!



 


 

publicado por Luis Moreira às 13:00
link | favorito
12 comentários:
De Inês Aguiar a 2 de Março de 2011

caro Luís, um milhão de pessoas na avenida da liberdade pela demissão da classe política, é um protesto mobilizado no facebook por iniciativa de um grupo de pessoas. É uma manifestação de um povo à rasca conforme podes ler na visão de dia 17 de fev.na entrevista de Tiago Gillot. Tem havido um aproveitamento da canção dos Deolinda e eu já tinha recebido o mail que tem corrido o país desde fim de jan.
Somos muitos os descontentes com a corrupção, a injustiça social, o futuro hipotecado dos nossos filhos e netos, a solidão...
beijo e desculpa

De Luis Moreira a 2 de Março de 2011
Obrigado, Maria Inês. Mas já anda aí gente a chamar tudo a quem se quer manifestar. É só o que mais faltava!
De augusta clara a 2 de Março de 2011
Luís, tens assim certezas tão absolutas de quem convocou esta manifestação? Olha, eu não tenho nenhuma. E gostava de ter. As reivindicações são todas correctas mas isso não quer dizer nada. Nem haveria melhor maneira de levar as pessoas para a rua. Há técnicas especiais para conduzir esses movimentos de massas. Talvez fosse altura de se publicar novamente aqui o vídeo daquele agente dos serviços secretos norte-americano que explica muito bem como essas coisas se fazem.
De Inês Aguiar a 2 de Março de 2011
Caros amigos Luis e Clara

Não sei quem iniciou este protesto pois o mail que recebi é do Ministério das Finanças, sei o que li.
E, a manifestação está agendada para a av. da Liberdade e para a praça da Batalha, aqui na invicta.
Sei que nos arredores do Porto já existem dramas reais com e sem emprego...
E também sei que se ninguém disser basta, os tempos muito difíceis vão ser longos e para alguns muito dolorosos.
bjo Luís e Clara
De Carlos Loures a 2 de Março de 2011
Ó Luís, antes terrorista de boca do que antifascista de touca! A manifestação foi ideia de uma empregada do doutor Balsemão - então queres que as pessoas embarquem em manifes convocadas pelo Expresso? Ninguém lhes nega o direito de se manifestar, mas não queiram arregimentar quem nada tem a ver com os desígnios do PSD. "Geração à rasca"? E as gerações anteriores? E as seguintes? Façam manifes contra a política do Governo, mas sem máscara, sem palhaçadas, dizendo abertamente quem são e o que querem. Assim, só merecem desprezo.
De Inês Aguiar a 2 de Março de 2011

Amigo Carlos, concordo plenamente até porque me cansa este jogo da contra informação.
A minha geração também teve o seu tempo de muito à rasca para não falar da geração antes da minha...Mas é preciso lutar pela justiça, como o meu amigo dizia, pelo direito a viver com dignidade...
Um beijo e lamento se fui mal compreendida
De Carlos Loures a 2 de Março de 2011
Sem dúvida Maria Inês, é preciso lutar pela justiça. Porém, o meu conceito de justiça e o do PSD não se ajustam. Derrubar o Governo é tarefa meritória se não for para lá colocar outro ainda mais neo-liberal. a política do «quanto pior melhor» a mim não me convence. Esta manifestação é feia porque quer capitalizar o descontentamento dos jovens para levar a água ao seu moinho. Isto tudo encapotado e aldrabado. Mas não acredito nessa do milhão de jovens. Além de aldrabões são megalómanos.
De Luis Moreira a 2 de Março de 2011
Carlos, não sei se é do PSD mas se for têm direito a manifestar-se. Não é argumento dizer que ser do PSD os impede de fazerem o que as corporações de interesses fazem mês sim mês não.
De augusta clara a 2 de Março de 2011
Ó Luís, por favor! Claro que têm direito a manifestar-se...em nome do PSD.
De Carlos Loures a 2 de Março de 2011
Creio que me exprimi em português - o PSD tem o direito de fazer quantas manifestações quiser. Simplesmente, eu e pessoas como eu, não alinhamos. O que o PSD quer, não pode coincidir com o que eu quero. O que condeno não é a manife do PSD - é a aldrabice de dizer que é uma manife apartidária - os motivos por que condeno este Governo, nada têm a ver com os motivos do PSD e contra o PSD sou capaz até de fazer uma coisa que nunca fiz - votar PS. Esses corruptos, imbecis e incompetentes no Governo? Com o meu voto, não.
De Luis Moreira a 2 de Março de 2011
O meu texto diz o mesmo. Há quem queira lançar o descrédito sobre a manifestação por ser, eventualmente, da direita, como há 30 anos se fazia ao dizer "é do PC", e estava tudo dito. Não vou nem a umas nem a outras mas as pessoas têm direito a manifestarem-se. Eu acho que as únicas que não têm direito são as que querem calar os outros . Os partidos não democráticos de esquerda e da direita.
De Carlos Loures a 2 de Março de 2011
É o último comentário que faço a essa iniciativa a que até os neo-nazis se vão associar. Como de costume, terás a última palavra. Não quero lançar o descrédito sobre a manife. Só se lança o descrédito sobre o que tem crédito. Vejo é pessoas bem intencionadas e que nada têm a ver com o PSD a aderir.E uma iniciativa do Expresso, através da Paula Cosme Pinto, tem o crédito que tem. Para mim, zero.

Comentar post

.Páginas

Página inicial
Editorial

.Carta aberta de Júlio Marques Mota aos líderes parlamentares

Carta aberta

.Dia de Lisboa - 24 horas inteiramente dedicadas à cidade de Lisboa

Dia de Lisboa

.Contacte-nos

estrolabio(at)gmail.com

.últ. comentários

Transcrevi este artigo n'A Viagem dos Argonautas, ...
Sou natural duma aldeia muito perto de sta Maria d...
tudo treta...nem cristovao,nem europeu nenhum desc...
Boa tarde Marcos CruzQuantos números foram editado...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Conheci hackers profissionais além da imaginação h...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Esses grupos de CYBER GURUS ajudaram minha família...
Eles são um conjunto sofisticado e irrestrito de h...
Esse grupo de gurus cibernéticos ajudou minha famí...

.Livros


sugestão: revista arqa #84/85

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.links