Sexta-feira, 15 de Julho de 2011
António Ramos Rosa - Gravitações - Entre o Desejo e a Sombra

desenho de Manuela Justino

 

 

entre desejo e sombra

umas pálidas pernas uma fugaz

fornalha o som

do orvalho

 

 

como te quero não sei

este veneno puro

esta alga incerta

são os números do fogo

 

 

corro com as perguntas e

as pedras ferozes

entrava o ritmo das

aves tempestuosas

 

 

que súbitas tenazes

vêm rodopiando                                                                                                                     

sobre a terra dos nomes

sob o fogo dos caminhos

 

 

 

como nascer hoje

com uma imperícia atroz

o flanco esquerdo ferido

e a moribunda lua

 

 

seguirei este atalho

de formigas e fósseis

até ao anel de pedra

ao vislumbre da vespa



publicado por Luis Moreira às 22:00
link do post | comentar

Quinta-feira, 14 de Julho de 2011
António Ramos Rosa - Gravitações - Nudez

 

O ar circula mais leve em toda a parte

Os sinais transmitem o silêncio habitável

 

 

É um sonho é um logro e é a esperança viva

Brilha o brilho animal do ar imóvel

 

 

Cálida substância nova une a linguagem e a vida

varandas varandas sobre a água sobre o céu

 

 

Uma infinita plenitude uma infinita ligeireza

a beleza nua sem exaltação e incandescente

o lugar transparente uma clareira indivisa

 

 

Torre de pássaros e de barro e de ervas

torres fresquíssimas obscura e clara                                                                                                           

torre na margem extrema do mistério                   

tudo se compreende e tudo é incognoscível

Tudo passa tudo deriva e tudo é imóvel

Somos e não somos sempre mais                                                                                                                

 

 

Aceita aceita a terra breve e única

que os deuses povoam na transparência breve

Aqui a terra revelou-se um horizonte aberto

e as palavras antigas reacenderam-se

 

 

De novo é a primeira vez e a única

Luz primeira luz da terra primeiros lábios

sopro de fibras mais intensas mais ligeiras

e nomes mais simples mais animais mais nus



publicado por Luis Moreira às 22:00
link do post | comentar


EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Aí meu Deus eu tenho um pavor a esses bichos! Un d...
ei pessoal do bat cav 1927 e ex combatentes boa pa...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
I recebeu um empréstimo em um notável credores, ho...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
Recebi um empréstimo de um credores excepcionais, ...
Para a sua atençãoMais preocupação por seus proble...
Carlos Loures a Anália já aqui disse tudo. Ter em ...
Caro Carlos Loures, Obrigada pela sua resposta. Es...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

António Ramos Rosa - Grav...

António Ramos Rosa - Grav...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links