Domingo, 12 de Dezembro de 2010
João Rodrigues Mouro - um engenheiro/arquitecto oliventino do século XVII


O forte da Ilha do Pessegueiro, uma das principais obras de João Rodrigues Mouro.

António Martins Quaresma/adaptação de Carlos Luna

Há nomes que o tempo parece apagar. E, por vezes, isso sucede. Em contrapartida, outros há que são descobertos ou redescobertos... e, por vezes, onde menos se espera.

Um trabalho de 2009 sobre o Forte da ilha do Pessegueiro (PortoCovo/Sines) propiciou adescoberta de um engenheiro e arquitecto alentejano. O autor, António Martins Quaresma, não resistiu, e fez algumas pesquisas biográficas.

Assim se descobriu que João Rodrigues Mouro (ou João Roiz Mouro) nasceu em Olivença, em 1620, ou um pouco antes. Era filho de Pedro Antunes Mouro, e casou, em 1646, na Igreja da Madalena, na sua localidade natal, com Maria Pedreira, possivelmente sua conterrânea. Note-se que o apelido "Mouro" foi comum em Olivença entre os séculos XVI e XVIII. João Rodrigues Mouro foi soldado entre 1648 e 1653, e teve o cargo de ajudante nas obras da fortificação de Olivença. Recorde-se que estávamos no Guerra da Restauração (1640-1668 ), e importantes engenheiros estrangeiros trabalharam naquela vila alentejana (João Gilot, Nicolau de Langres, Jan Ciermans/Pascácio Cosmander). É legítimo conjecturar que João Rodrigues Mouro fez a sua aprendizagem em contacto com estes homens, que em Portugal introduziram o método de fortificação que mais tarde, anacronicamente, seria chamado "estilo Vauban". Nessa época, não existiam Escolas de Engenharia ou de Arquitectura, e eram mestres que iniciavam discípulos ou aprendizes.


A partir de 1653 ou 1654, encontramos o nosso homem a trabalhar em Setúbal, trabalhando nas fortificações desta Praça e nas suas dependências. O Engenheiro existente, Sebastião Pereira, estava velho e incapacitado, e João Rodrigues Mouro foi indicado para o substituir... o que se tornou oficial em 23 de Novembro de 1665. Ganhava então 40 Cruzados (1600 réis/ cerca de 80 (!!!) cêntimos em moeda de 2009)

Sabemos que em Setúbal e nas fortificações que lhe eram dependentes,como já dissemos, com destaque para o litoral alentejano, João Rodrigues Mouro deixou obra feita e de destaque, quer de raíz, quer de reconstrução e adaptação, como o Forte de São Luís Gonzaga, alguns parapeitos da Fortaleza de São Filipe, o meio baluarte de São Domingos, Outão, e, mais longe, obras nos castelos de Palmela, Sesimbra, e Alcácer do Sal. Nos arredores de Setúbal, há notícias sobre inúmeros trabalhos.

A obra mais emblemática situa-se a sul de Sines, na Ilha do Pessegueiro, frente a Porto Covo. O belo Forte que ali se ergue, e que delicia quem o avista ou quem nele entra, resistiu ao tempo, sofreu obras de restauro, e é uma preciosa herança deste engenheiro até há pouco quase desconhecido.Terá sido construído, talvez, entre 1679 e 1684.

João Rodrigues Mouro terá morrido por volta de 1707, já bastante idoso. Detinha o posto de tenente-general. O seu sucessor, João Tomás Correia de Brito, foi o autor de uma obra onde incluiu alguns desenhos de fortificações da sua autoria.

A História, que tanto enaltece as glórias puramente militares ou os rasgos artísticos mais notórios, esquece por vezes pessoas que, noutras áreas, contribuem para a sua construção...


publicado por Carlos Loures às 02:00
link do post | comentar

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Apply now for all kinds of loans and get it urgent...
Sou do Bat. Caç. 4613/72 que foi para Angola em fi...
Aí meu Deus eu tenho um pavor a esses bichos! Un d...
ei pessoal do bat cav 1927 e ex combatentes boa pa...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
I recebeu um empréstimo em um notável credores, ho...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
Recebi um empréstimo de um credores excepcionais, ...
Para a sua atençãoMais preocupação por seus proble...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links