Sexta-feira, 21 de Maio de 2010
Os tesos, que sempre foram tesos, não sabem ser ricos

António A. Sales

Todos os dias aparecem na comunicação social uns sujeitos economistas, outros políticos, a predizerem que isto vai ser pior e teremos de apertar mais o cinto. Depois vêm os no activo proclamar que não senhor, as medidas tomadas serão suficientes para atingirmos os 2,8% de défice em 2013. Mas logo avisam, se tiverem de ser prolongadas ou reforçadas tais medidas assim farão. Nada melhor que preparar o pagode para o pior de modo a evitar crises cardíacas.

Podemos estar descansados pois desde que me conheço, e já passei dos setenta, sempre ouvi falar de crise, salvo curtos períodos benéficos para preparar a próxima. Se formos analisar esse novelo das crises nacionais, económicas e financeiras, já em 1850 isto era um taradice e assim por aí fora.

Por isso afirmo que não saberemos viver sem crise. Aviso políticos e economistas para terem cuidadinho não façam muitos cortes no orçamento nem espremam o PREC em demasia pois pode acontecer que, por amaldiçoado acaso do destino, arranjemos um trinta e um de regularizar as contas públicas. Seria maior a tragédia de viver sem crise do que viver com ela. Deixávamos o perigo da bancarrota para entrarmos no da banca recheada. Então, em vez de mantermos o país num equilíbrio instável, arruinado mas decentezinho, transformaríamos isto numa caverna de vadios bem vestidos a gastar à tripa forra o caroço do euro milhões até espatifar tudo novamente.

tags: ,

publicado por Carlos Loures às 20:00
link do post | comentar

2 comentários:
De Luis Moreira a 21 de Maio de 2010 às 22:39
Cuidado! ter dinheiro é uma desgraça. Sem dinheiro não se gasta mal gasto


De António Sales a 2 de Junho de 2010 às 19:28
António Sales
Só hoje visitei o comentário. Hoje há formas de viver sem trabalhar, ou trabalahndo pouco, ou de vez em quando. Não dá para passar recibos verdes, nem amarelos, nem azuis. Eu diria que assim, sem dinheiro, não se gasta mal gasto porque não se pagam impostos.


Comentar post

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Olá Sr. / Sra.Você precisa de empréstimos para o p...
HOLA...¿NECESITA PRESTAR DINERO PARA PAGAR CUENTAS...
Bom-dia Senhoras e Senhores.Sou uma mulher de negó...
Sou uma mulher de negócio Portuguesa e ofereço emp...
Dude, if you were trying to sound portuguese let m...
Olá Andreia! Sei que esta publicação já é antiga. ...
Patricia Deus vai abençoar você e sua empresaMeu n...
Meu nome é Fábio João Pedro e eu sou de Portugal. ...
Meu nome é jose matheus Giliard Alef sou do brasil...
Bom dia a todosMeu nome é Damián Diego Alejandro, ...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links