Quarta-feira, 11 de Agosto de 2010
Novas Viagens na Minha Terra
Manuela Degerine
 Manuela Degerine

Capítulo LXXV

Décima oitava etapa: em Ponte de Lima (continuação II) 

Acumulámos tamanho peso de vitualhas que a hipótese de procurar outra refeição fica excluída. Voltamos para o albergue. O sol põe-se entre nuvens, um céu luminoso e ameaçador: paramos para admirar. Choverá amanhã, não choverá, muito, pouco, nada... Eis o tema da nossa meditação. Eu aprecio a chuva que, para além de tantas virtudes, afasta o risco dos incêndios – excepto quando chove a tanques durante todo um dia de caminhada. Uma chuvada, sim, tal incontinência atmosférica, não. A chuva de hoje quase deu que fazer aos meus heróis favoritos... Surge o alberguista, com uma cana, belo bordão, exclamamos nós, leve e resistente. Comprou-o para amigos que, no dia seguinte, iniciam o caminho – é o bordão dos pastores. Conversamos dali até ao albergue. Ele seguiu nove vezes o caminho de Santiago e espera segui-lo, no mínimo, outras tantas; entretanto dedica, cada dia, sem remuneração, várias horas ao albergue. Esta noite dormirão aqui mais de trinta peregrinos e, tal como a Marlene e o marido ou a família dos três cães, alguns pernoitam em pensões e hotéis; portanto, a partir de agora, seremos numerosos na Via Lusitana. Subimos à cozinha, onde encontramos as holandesas cozinhando massa com legumes, as quais se surpreendem por sermos, uma portuguesa, o outro italiano e comunicarmos em francês, não, não somos um casal, esclarecemos nós, só nos conhecemos em Vilarinho, há apenas três dias, porém logo compreendo: o que as espanta é ouvirem uma língua que sobressai da vulgata anglo-saxónica. Explico – em inglês – que embirro com o inglês portanto, um com o outro, falamos francês, para haver diversidade. Daqui em diante teremos, de vez em quando, que repetir esta justificação.  Entretanto fazemos um chá, saboreamos aquele excelente pão, tão bom que até parece de hoje, com queijo (eu) ou fiambre (Sérgio). Há oito dias que como bom pão com queijos variados – e não me canso. (Portugal é nesta especialidade tão profuso como a França.) Já não é cedo, passa das dez e amanhã levantamo-nos, como é habitual, às seis horas. Vi, na sala dos computadores, um frasco de Betadine, vou ainda para lá tratar o pé esquerdo: o caminho de hoje, longo e difícil, fez-me outra bolha no dedo grande. Cubro-a com mais um compeed. Restam-me dois dedos sem bolhas nem penso. Converso com um espanhol que me exibe os dele – nus, belos, intactos, gloriosos – e confia o milagroso método: durante os dois meses que precederam a viagem, mergulhou cada dia os pés em água salgada e esfregou-os com pedra-pomes. Oiço há nove dias variações mirabolantes sobre o tema, já nada me espanta, rio-me apenas por, perante a imagem destes pezões ao lado dos meus, me lembrar da canção açoriana: ora ponha aqui, ora ponha aqui o seu pezinho, ora chegadinho, ora chegadinho, ao pé do meu... Canto-lhe a canção, conto-lhe os Açores. E, sobre os Açores, há tanto para contar... Falo aliás espanhol com agradável à-vontade. Gracias, Maria!  (A minha companheira espanhola não voltou a dar notícias. Terá sido forçada a interromper a viagem?

tags:

publicado por Carlos Loures às 10:00
link do post | comentar

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
HOLA...¿NECESITA PRESTAR DINERO PARA PAGAR CUENTAS...
Bom-dia Senhoras e Senhores.Sou uma mulher de negó...
Sou uma mulher de negócio Portuguesa e ofereço emp...
Dude, if you were trying to sound portuguese let m...
Olá Andreia! Sei que esta publicação já é antiga. ...
Patricia Deus vai abençoar você e sua empresaMeu n...
Meu nome é Fábio João Pedro e eu sou de Portugal. ...
Meu nome é jose matheus Giliard Alef sou do brasil...
Bom dia a todosMeu nome é Damián Diego Alejandro, ...
Olá a todosEu sou Tainara izabella paola e sou da ...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links