Domingo, 19 de Setembro de 2010
Terreiro da Lusofonia: António José Forte e Vitorino



Todos conhecem «Leitaria Garrett», a bela canção de Vitorino, com que abrimos este post, mas o que nem todos sabem é que o autor da letra foi António José Forte. Falemos então do «mano Forte», como lhe chamava o Luiz Pacheco.





António José Forte nasceu em 1931, na Póvoa de Santa Iria. Ligado ao movimento surrealista, fez parte nas décadas de 50 e 60 do chamado grupo do Café Gelo. Colaborou no segundo número da revista Pirâmide (1959) e em diversos jornais, tais como A Rabeca, Notícias de Chaves, O Templário, Diário de Lisboa, A Batalha, JL – Jornal de Letras, Artes e Ideias, publicou o seu primeiro livro, «40 Noites de Insónia de Fogo de Dentes Numa Girândola Implacável e Outros Poemas», em 1958. A sua poesia está reunida em «Uma Faca nos Dentes» (Parceria A. M. Pereira, 1983), com prefácio de Herberto Helder e desenhos de Aldina Costa, artista plástica e sua companheira. Trabalhou durante quase trinta anos na Fundação Calouste Gulbenkian. Entre a sua obra, destacam-se, além dos já citados, os livros «Uma Rosa na Tromba do Elefante (1971)» – livro para crianças, «Azuliante» (1984), «Caligrafia Ardente» (1987), «Corpo de Ninguém», que reúne a sua obra poética (1989) e a 2ª edição de «Uma Faca nos Dentes» (2003), que inclui alguns poemas inéditos. Luiz Pacheco publicou «Mano Forte» – correspondência entre ele e A. J. Forte (2002. António José Forte faleceu em Lisboa no dia 15 de Dezembro de 1988.

De Uma «Faca nos Dentes», este poema

AINDA NÃO


Ainda não
não há dinheiro para partir de vez
não há espaço de mais para ficar
ainda não se pode abrir uma veia
e morrer antes de alguém chegar
ainda não há uma flor na boca
para os poetas que estão aqui de passagem
e outra escarlate na alma
para os postos à margem
ainda não há nada no pulmão direito
ainda não se respira como devia ser
ainda não é por isso que choramos às vezes
e que outras somos heróis a valer
ainda não é a pátria que é uma maçada
nem estar deste lado que custa a cabeça
ainda não há uma escada e outra escada depois
para descer à frente de quem quer que desça
ainda não há camas só para pesadelos
ainda não se ama só no chão
ainda não há uma granada
ainda não há um coração


publicado por Carlos Loures às 01:05
link do post | comentar

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
I recebeu um empréstimo em um notável credores, ho...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
Recebi um empréstimo de um credores excepcionais, ...
Para a sua atençãoMais preocupação por seus proble...
Carlos Loures a Anália já aqui disse tudo. Ter em ...
Caro Carlos Loures, Obrigada pela sua resposta. Es...
Agradeço o seu depoimento. Só agora respondo porqu...
Tanto quanto soube recentemente, foi o próprio Car...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links