Sábado, 28 de Agosto de 2010
Licenciamento zero!
Luis Moreira

A administração pública ser vista como um empecilho ao nosso desenvolvimento chegou ao governo. Já se tentaram soluções que, nas mais das vezes, deram para o torto, mais "boys e girls", mais despesa a fugir ao controlo, truques como as Parcerias Público Privadas que é uma especie de "faz hoje e pagará quem vier se puder" e que não aparecem nas contas, fundações, institutos...

Enfim, percebeu-se que um engenheiro público é tão honesto como o engenheiro privado, andaram na mesma escola, aprenderam o mesmo, o que os pode diferenciar é o mérito.Ora o mérito, não é privativo nem do público nem do privado, não há razão nenhuma para o privado andar a perguntar , a pedir, a pagar ao colega público se pode ou não fazer isto ou aquilo. É preciso e obrigatório conhecer a Lei e os regulamentos.

O governo percebeu que é preciso tirar a administração pública do centro da vida pública, por isso avançou, após derrota atrás de derrota, para o Licenciamento zero. E o que é o licenciamento zero? perguntarão os meus amigos. É que a partir de agora os técnicos devidamente credenciados pelas empresas, avançam com as obras e, paralelamente, vão metendo os papéis. São responsáveis por tudo, principalmente se não cumprirem, pagam caro, incluindo a carteira profissional.

Vi isto há vinte anos no Canadá, pequenos centros distribuídos pela cidade ( uma espécie de Lojas do cidadão) onde o cidadão interessado, tem acesso a tudo o que lhe diz respeito, quem está com o processo, dialoga com o técnico, informa-o do que está a acontecer, pede-lhe opinião, mas não há cá "senhores absolutos" que tudo emperram, a obra nasce, desenvolve-se, anda, mexe...

Até que enfim, que os socialistas começam a perceber que a iniciativa privada não precisa de padrinhos, nem de observadores, só precisa de quem os ajude e, mesmo assim, quando solicitam ajuda, não como na anedota da velhinha que não queria atravessar a estrada, mas foi obrigada...


publicado por Luis Moreira às 01:00
link do post | comentar

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
OláEu sou Ibrahim Mohammed do Emirado árabe unido,...
Eu sou um disposo privada de um fons de that em ro...
Eu sou um disposo privada de um fons de that em ro...
Potrebuješ pôžičku? Máte nízke kreditné skóre a ne...
Atenção; Você é um homem de negócios ou uma mulher...
Viveu bastantes anos em Portugal, mais precisament...
Empréstimo e InvestimentoOlá a buscar um empréstim...
No dia 08/01/1974, faleceu o furriel Zeca Rachide,...
Cheguei aqui pelo link no blogue O Cantinho da Jan...
Apply now for all kinds of loans and get it urgent...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links