Domingo, 8 de Maio de 2011
E VAI UM... Fotografias da Mente - Diana Krall - Luís Rocha

 

Luís Rocha  Fotografias da Mente - Diana Krall

 

(ilustração de Adão Cruz)

 

 

 

 

Campo Pequeno/Lisboa (10.10.2009)

Logo que se anunciou a vinda de Diana Krall para um concerto em Lisboa, tomei de imediato a decisão de ver ao vivo uma interprete que, pela harmonia da sua voz com o piano associei, desde o inicio da sua carreira, ao grande Ray Charles.

Comprei o bilhete logo em Março.

 

Chegado o dia do espectáculo aí vou eu munido de binóculos para poder ver, em pormenor, detalhes que só são visíveis e sentidos ao vivo.

Entrei no recinto onde, pela primeira vez, ia a assistir a um espectáculo musical. Procurei o meu lugar e dei comigo sentado na bancada central, com uma plateia que nos separava do palco que se encontrava no lado oposto.

A cadeira era desconfortável e quase não havia espaço para as pernas.

No palco sobressaía, entre os instrumentos que já lá estavam, o piano de cauda preto.

O espectáculo começou com a entrada de Diana Krall e acompanhantes. Trazia um longo vestido preto, ajustado às formas do seu corpo e a condizer com o piano. A pele branca do rosto e braços, bem como os cabelos louros e compridos, realçavam a sua beleza naquele vestido preto.

Recebeu os primeiros aplausos e dirigiu-se para o piano, onde os seus dedos começaram a acariciar as teclas, fazendo sair um som em harmonia com a sua figura e, logo em seguida, com a sua voz.

De imediato me apercebi que aquele recinto não tinha as condições acústicas adequadas, para uma interpretação onde sobressaem a voz e o piano. Senti-me frustrado nas minhas expectativas.

Queria sentir-me em comunhão com a sua voz e os acordes do piano mas, com a qualidade daquele som, não era possível.

Tendo de me sujeitar às más condições acústicas, apurei os sentidos nos pormenores.

Ainda bem que tinha levado os binóculos, pois foi através deles que consegui viver uma parte do que esperava, daquela oportunidade de ver Diana Krall ao vivo.

Foquei a visão sobre a sua figura. Primeiro as expressões do rosto e em particular dos lábios de onde saía aquela voz cuja sonoridade, na minha opinião, parece irmã gémea da sonoridade que os seus dedos vão tirando do piano.

Depois começo a percorrer a imagem do seu corpo, onde sobressai um peito que se adivinha lindo. A seguir aos ombros e braços longos as mãos. Aí foco os dedos e deixo-me ficar um bocado a deliciar-me com a sua movimentação. Parecem bailarinos de ballet, quando tocam apenas com a ponta dos pés no chão.

No caso dos seus dedos estes tocam as teclas do piano, numa carícia de amor e cumplicidade.

Continuei a visualização percorrendo o resto do seu corpo, até chegar aos pés. Aí, um pouco do branco do peito dos pés sobressaía dos sapatos pretos que os envolvia.

Para além dos movimentos de pé nos pedais do piano, o pé direito ia marcando o ritmo com pequenos toques no chão.

A delícia daqueles movimentos, tão naturais e em total harmonia com a sua voz, o som do piano e da volúpia do seu corpo, davam a imagem perfeita do chamado “amor tantrico”.

Aquela visão binocular, isolou-me do meio envolvente e foi como se ela estivesse a tocar só para mim. Senti-me também parte daquela relação “tantrica”.

O espectáculo terminou e, ainda hoje, tenho na mente as imagens que vi e vivi e jamais vou esquecer.

PS: O texto que escrevi é apenas um “flash” da mente e não consegue reflectir a profundidade da imagem que tenho comigo.

Deixo à vossa imaginação o vídeo que junto



publicado por Carlos Loures às 11:00
editado por Augusta Clara em 07/05/2011 às 21:44
link do post | comentar

3 comentários:
De paladar da loucura a 9 de Dezembro de 2010 às 08:24
um foco, uma viagem, amor tantrico :-)


De augusta.clara a 9 de Dezembro de 2010 às 16:01
Lindo texto, Luís Rocha. Eu que gosto tanto da música da Diana Krall. Mas a tua perspectiva é particularmente bonita. Afinal há muitos românticos no Estrolabio (esta é para o Pedro Godinho).


De o detective privado a 29 de Novembro de 2011 às 01:56
boa onda thanx. disfrutei ver essa publicação ficou fenomenal.. posso chamar-me fã 100% desse blog.. cumpx


Comentar post

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
HOLA...¿NECESITA PRESTAR DINERO PARA PAGAR CUENTAS...
Bom-dia Senhoras e Senhores.Sou uma mulher de negó...
Sou uma mulher de negócio Portuguesa e ofereço emp...
Dude, if you were trying to sound portuguese let m...
Olá Andreia! Sei que esta publicação já é antiga. ...
Patricia Deus vai abençoar você e sua empresaMeu n...
Meu nome é Fábio João Pedro e eu sou de Portugal. ...
Meu nome é jose matheus Giliard Alef sou do brasil...
Bom dia a todosMeu nome é Damián Diego Alejandro, ...
Olá a todosEu sou Tainara izabella paola e sou da ...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links