Sábado, 2 de Outubro de 2010
Mulher parindo um filho no Outubro de uma tarde francesa, no parque público de Saint Exupéry, em Paris
Paulo Melo Lopes


Krief nasceu no Outubro de uma tarde francesa, no parque público de Saint Exupéry, em Paris, enquanto pombas de asas geladas arrulhavam pedaços de pão faminto. Sua mãe, aflita nos estertores de uma gravidez incómoda e inesperada – e por distracçãodescoberta ao oitavo mês -, apoiou as mãos nuas na pedra do banco, primeiro a direita, depois a esquerda, e finalmente odorso imenso e quase a estoirar de carne, e pensou: Posição cómoda para parir é abrir as pernas e esperar. Pensou ainda: Este jardim é muito bonito. Pensou também: Ai! A mãe de Kriefdizia pensar a dor; inventariava e coleccionava dores, digamo-lo assim. Puxouo caderno preto do bolso do casaco felpudo, aguçou o lápis com os dentes, e escreveu: A dor de parto no Outubro de uma tarde francesa, no parque público de Saint Exupéry, em Paris, enquanto pombas de asas geladas arrulham pedaços de pão faminto, é uma dor difusa e irreal, como víssemos a partir de um plano superior uma mulher parindo um filho a quem deitará o nome de Krief, apoiando as mãos nuas na pedra do banco, primeiro a direita e depois a esquerda, e finalmente o dorso imenso e quase a estoirar de carne, enquanto pombas de asas geladas arrulham pedaços de pão faminto, é diferente da dor de parto de quem tem um filho numa maternidade ou mesmo em casa. Acrescentou: E é infinitamente triste. Cerrou com força as mãos nuas e gritou. As pombas não voaram.


publicado por Carlos Loures às 19:30
link do post | comentar

28 comentários:
De augusta.clara a 2 de Outubro de 2010 às 19:40
Quem é o autor desta pérola?


De carlos loures a 2 de Outubro de 2010 às 20:16
É o Paulo Melo Lopes, um talentoso colaborador - um dos Paulos, o outro é o Paulo Rato, o homem da música. Dois Paulos de uma assentada.


De paladar da loucura a 2 de Outubro de 2010 às 20:56
eu bem digo que o Estrolábio é feito de pares! Muito bom!


De augusta.clara a 2 de Outubro de 2010 às 22:04
Vivam os Paulos para ver se os Carlos começam a ser um bocadinho menos arrogantes:)


De adão cruz a 2 de Outubro de 2010 às 22:58
Não posso dizer que gostei, mas também não posso dizer que não gostei. Acho um texto prenunciador de boas coisas, no entanto, com arranjos literários um tanto artificiais e tangenciais à "naturalidade" da escrita, os quais, se exorcizados, poderão deixar o espírito liberto para muito boas coisas.


De augusta.clara a 2 de Outubro de 2010 às 23:19
Olá, meu amigo, já cá estás? Eu gostei bastante. Não sou assim tão exigente como tu,certamente porque não sei fazer essas análises tão rigorosas. Espero que as dos meus textos também sejam assim e que o lançamento tenha sido bonito.


De carlos loures a 3 de Outubro de 2010 às 09:33
Acho que o Paulo escreve muito bem - o que o Adão nota, a tal visibilidade da estrutura, a "armação" à vista, mais do que um defeito é uma característica - grandes mestres da literatura usaram essa técnica. O Adão prefere uma escrita fluente, sem soluções de continuidade. Mas se todos tivéssemos uma maneira uniforme de escrever...

Os Carlos, arrogantes? O termos consciência da nossa grandeza é arrogãncia? Charlie Chaplin nos valha!


De adão cruz a 3 de Outubro de 2010 às 10:58
Volto atrás para dizer que ao reler o texto de Paulo Melo Lopes, gostei mais do que ao lê-lo pela primeira vez, pelo que a minha primeira obvservação pode ter sido injusta. Mas foi a sensação que me ficou. Eu sei, Carlos, que a "visibilidade da estrutuea" ou a "armação à vista" podem produzir muito efeito, e eu gosto muito e já tenho coisas escritas nesse estilo, mas é preciso cuidado pois é uma opção que se situa, muitas vezes, numa delicada fronteira entre o sublime e o ridículo.Do Lobo Antunes, por exemplo, há coisas bonitas e outras de que não gosto.


De adão cruz a 3 de Outubro de 2010 às 11:17
Augusta, já cá estou de novo. Correu tudo muito bem, o salão nobre da OM é muito bonito e estava cheio, apesar de terem faltado muitos amigos em razão da caça, do fim de semana prolongado e de outros impedimentos. Foi uma apresentação simples como eu quis que fosse, um pouco ao contrário das anteriores, a primeira na Biblioteca Almeida Garrett e a segunda no Europarque. A apresentação, muito singela, foi feita pelo Prof.Doutor Cassiano Pena de Abreu e Lima e por mim. Tenho todo o orgulho em dizer que o Prof. Cassiano é meu colega de curso, meu amigo de há muitos anos, é catedrárico da Faculdade de medicina do Porto, foi um dos melhores presidentes da Sociedade Portuguesa de Cardiologa da qual é hoje Presidente Honorário, foi um dos maiores investigadores e cientistas da cardiologia portuguesa, com renome nacional e internacional e é detentor de uma vasta e profunda cultura.


De augusta.clara a 3 de Outubro de 2010 às 12:24
Adão,dou-te os parabéns por isso tudo menos por teres amigos caçadores.
Quanto aos estilos de escrita, o que vocês sabem! Eu, quando escrevo, não penso em nada disso.
Aos Carlos já nem digo nada. Agora queriam-se comparar ao Chaplin. Palavras para quê?


Comentar post

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Olá Sr. / Sra.Você precisa de empréstimos para o p...
HOLA...¿NECESITA PRESTAR DINERO PARA PAGAR CUENTAS...
Bom-dia Senhoras e Senhores.Sou uma mulher de negó...
Sou uma mulher de negócio Portuguesa e ofereço emp...
Dude, if you were trying to sound portuguese let m...
Olá Andreia! Sei que esta publicação já é antiga. ...
Patricia Deus vai abençoar você e sua empresaMeu n...
Meu nome é Fábio João Pedro e eu sou de Portugal. ...
Meu nome é jose matheus Giliard Alef sou do brasil...
Bom dia a todosMeu nome é Damián Diego Alejandro, ...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links