Domingo, 5 de Setembro de 2010
Novas Viagens na Minha Terra

Manuela Degerine

Capítulo C

Vigésima quarta etapa: de Pontevedra a Brialhos

Pontevedra merece uma visita demorada porém agora é cedo, está tudo fechado, chove a cântaros e vamos carregados... Avançamos. Temos por cima das cabeças um céu cinzento e uniforme.

Cruzamos habitantes que vão para o emprego ou para a escola, muitos conversam, numa atitude descuidada, por debaixo dos guarda-chuvas e, quando pergunto o caminho, respondem-me com gentileza. A vida de uma cidade avalia-se no stress que os habitantes manifestam; aqui o grau de qualidade parece elevado.

Várias senhoras, a quem me dirijo em português, respondem com duas palavras de galego, uma saudação, um bom caminho... Não sabem dizer mais. Ou, por verem que sou portuguesa, sentem-se intimidadas? Receiam que o seu galego se distinga do meu português? (Claro que sim – e depois?)

Sou aqui, como em toda a parte, uma leitora do texto urbano, leio as inscrições nas paredes, os painéis publicitários, os cartazes disto ou daquilo, os nomes das lojas... Em Pontevedra encontro ruas e lojas com nomes galegos porém, para além delas, o texto é castelhano: a publicidade, os sinais de trânsito e a maioria dos cartazes informativos. (Ao menos os contentores do lixo, embora pouco prolixos, exprimem-se em galego: “O natural, reciclar”; “Só matéria inerte”; “Só matéria organica”.)

Continua a chover, caminho pelo passeio, no meio dos transeuntes, levo o roteiro numa mão, na outra seguro a vara... Um momento como tantos outros. De súbito vejo à minha frente aquele dragão que mergulha, desaparece e volta a ressurgir em Portugal: a união ibérica. Se, por um lado, o povo sempre se empenhou, ao longo dos séculos, na independência, as elites têm, consoante as épocas, sucumbido, mais de uma vez, aos atractivos castelhanos.

Vou imaginando, enquanto caminho, a minha união ibérica...

tags:

publicado por Carlos Loures às 10:00
link do post | comentar

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
No dia 08/01/1974, faleceu o furriel Zeca Rachide,...
Cheguei aqui pelo link no blogue O Cantinho da Jan...
Apply now for all kinds of loans and get it urgent...
Sou do Bat. Caç. 4613/72 que foi para Angola em fi...
Aí meu Deus eu tenho um pavor a esses bichos! Un d...
ei pessoal do bat cav 1927 e ex combatentes boa pa...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
I recebeu um empréstimo em um notável credores, ho...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
Eu fiz uma descoberta que eu gostaria de compartil...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links