Sexta-feira, 20 de Agosto de 2010
A Ilha Que Todos Somos
Augusta Clara de Matos


Não sei fazer crítica literária nem quero saber. Fico até indiferente quando leio que um livro é o melhor do século tal ou de determinado ano. Sorrio sempre que acontece haver mais do que um assim classificado em simultâneo. Regra geral não se trata de ex-aequo, trata-se de interesse comercial. Mas “A Ilha de Arturo”, de Elsa Morante, é, de certeza, um dos mais poderosos romances que já li caracterizando o tumulto das emoções humanas. Neste caso, particularmente, sobre a evolução da passagem entre a infância e a adolescência de um rapazinho de vida selvagem.

A crisálida a sair do casulo, a dor de romper os fios tão bem tecidos que nos protegem nas primeiras fases da vida, a curiosidade de afastar a cortina de espuma que nos defendia os sonhos e a imaginação. O que essa travessia tem de complexo na alma humana irrompe em algumas das mais belas páginas deste livro.

Depois, a transmutação desse mundo primeiro e maravilhoso, arrastando ainda, colados ao corpo, os restos da seda protectora da infância, no tormentoso caos do mundo adulto onde os artifícios passam a ser o casulo. Tão bem descrita é esta passagem rápida de um mundo ao outro, quase sem transição, como se não houvesse tempo para isso, como se fosse demasiado perigoso deixar vazios.

Julgo eu, que não pertenço ao mundo dos psis, ser aí que residem as dores da adolescência. E Elsa Morante traduziu-as com uma mestria sem par. Por fim, já, também, nós nos reconhecemos ali naquele menino que se transmuta em adulto, com as nossas falsidades, os nossos disfarces, o nosso medo do amor, aquilo a que a nossa traidora oralidade nos confina e tudo o mais que iludiu a dimensão de pessoa que estávamos fadados para ser.

Já ali reconhecemos a ilha em que todos nos tornamos.


publicado por Carlos Loures às 16:00
link do post | comentar

4 comentários:
De carlos loures a 20 de Agosto de 2010 às 16:23
Mais um livro que me obrigas a comprar, Augusta Clara. Aqui à coisa de vinte anos, veio parar-me às mãos um livro dela, "La storia" que tentei ler, com a ajuda de um dicionário. O Manuel Simões costuma dizer-me que o italiano é muito fácil. Para ele, professor em Itália durante tantos anos (mais de trinta) claro que é fácil. Para mim, foi tão fácil como querer abrir uma lata de sardinhas com uma esferográfica. Foi traumatizante. Mas percebi que estava perante uma grande escritora, com metáforas que em italino ainda ficavam mais metafóricas, mas que me pareceram de uma grande beleza. Ignoro se "La storia" já está traduzido em português. Gostava de o voltar a ler. Voltar é como quem diz... Bela análise Augusta.


De Luis Moreira a 20 de Agosto de 2010 às 17:07
Depois desta análise há que ler!


De carlos loures a 20 de Agosto de 2010 às 17:26
«Aqui há coisa de vinte anos...» queria eu dizer. Verbo haver e não contracção.Mas o objectivo deste comentário é o de transcrever parte de um mail em que a Augusta Clara de Matos me esclarece sobre a tradução de "La storia" que continua inexistente em português. E diz-me compreender as minhas dificuldades com o italiano, pois teve de traduzir um volume da Einaudi e só o conseguiu com a ajuda da tradução inglesa. Fácil, diz o Manuel Simões... pois, pois.


De Luis Moreira a 20 de Agosto de 2010 às 19:17
O meu filho estudou em Itália e fala e escreve italiano, eu só dou barraca quando tento...


Comentar post

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
bom dia meu tio de nome joao da cunha fernandes da...
Sou James Roland, de Portugal. Alguns meses atrás,...
Oferece empréstimos de dinheiro variando de 5000 a...
Here is a good news for those interested. There i...
oferta para todosOlá, volto para todos os indivídu...
esse dalmaso nao e brasileiro ele deu depoimento e...
Meu nome é Patricia Martins, de Portugal, um pai s...
Dia bom, Meu nome é Laura Pablo, eu quero testemun...
Afinal em que ficamos? Esta coisa do Daflon do Ven...
UPDATE ON LOAN REQUIREMENT If you are in need of ...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links