Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010
O Mistério da camioneta fantasma, de Hélder Costa -8
(Continuação)


Cena 7



O Dente de Ouro começa a falar

(Criada, com uma carta)

Criada – Também chegou correio, minha senhora.

Berta Maia – Uma carta de Coimbra, da penitenciária, do Abel Olímpio!...

(Lê e em simultâneo …)

Abel Olímpio ( escreve) - Senhora Dona Berta Maia.... eu não tenho culpa... (silencio)...eu tenho mais coisas a dizer...

Berta Maia - Ouve, Abel Olímpio, tu és um criminoso, mas o miserável que te mandou fazer aquilo e que se esconde deixando-te aqui, é mil vezes mais criminoso que tu.

Abel Olímpio - Mais glória para mim!

Berta Maia - Mais glória? Quer dizer que estás convencido que fizeste bem quando mataste o meu marido? Quem te mandou? Quem te mandou?

Abel Olímpio – Não conto nada, não sei nada.

Berta Maia – Os que te mandaram desejam a tua morte, porque tu, vivo, és uma ameaça para eles! Eu não, eu quero que tu vivas porque é da tua boca que eu hei-de ouvir a verdade que procuro!

Abel Olímpio – Não me dá novidade nenhuma! Eles hão-de vir aqui matar-me!

Berta Maia – Eles? Quem são eles?

Abel Olímpio – Pergunte ao Tenente Mergulhão, foi ele que me deu a camioneta.

Berta Maia – Abel Olímpio, peço-te por tudo, peço-te pela felicidade dos teus entes mais queridos... tu és um criminoso, mas também tens coração... peço-te, diz-me a verdade, diz-me o que eu preciso de saber...

Abel Olímpio – Não conte comigo para coisa nenhuma; esqueça-se de mim, não me procure mais, não conte comigo!

Berta Maia – Eu não consigo esquecer-te, eu vejo-te a toda a hora, eu estou sempre a ouvir as mentiras que disseste em minha casa antes de me roubares o meu marido...

Abel Olímpio – Quem matou o seu marido foi o sargento Benevides.

Berta Maia – Está bem. Agora, diz tudo. Quem mandou? Porque mentiste em minha casa?

Abel Olímpio – Ninguém mandou! Escusam de estar com isso, eu não sou criança nenhuma! Façam-me a revisão do processo!

Berta Maia – Bandido! Eu sei que tu não passas de um instrumento! Tenho a certeza! Por causa da tua acção violenta e má em minha casa é que eu aqui estou. Estou farta de sofrer!

Abel Olímpio – Ninguém mandou, não sou criança nenhuma!


(Continua)


publicado por Carlos Loures às 22:30
link do post | comentar

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Sou James Roland, de Portugal. Alguns meses atrás,...
Oferece empréstimos de dinheiro variando de 5000 a...
Here is a good news for those interested. There i...
oferta para todosOlá, volto para todos os indivídu...
esse dalmaso nao e brasileiro ele deu depoimento e...
Meu nome é Patricia Martins, de Portugal, um pai s...
Dia bom, Meu nome é Laura Pablo, eu quero testemun...
Afinal em que ficamos? Esta coisa do Daflon do Ven...
UPDATE ON LOAN REQUIREMENT If you are in need of ...
Olá, sou ivani suarez, atualmente morando em santi...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links