Domingo, 27 de Junho de 2010
Caetano José da Silva Souto-Maior, um alentejano na corte de D.João V e uma figura popular de Lisboa - 2
Carlos Luna

 

Note-se que o "Camões do Rossio", apesar do seu espírito folgazão e "satirizante", era "um erudito de valor, muito estudioso e conhecedor das leis". O Padre D. Manuel Caetano de Sousa, em 1720, escolheu-o para ser membro da Academia Real de História, ao lado de 49 pares. Foi encarregado de escrever as "Memórias Eclesiásticas do Bispado de Leiria". Regularmente, publicava relatórios dos seus estudos académicos, e era assíduo nas reuniões convocadas na Academia, ou noutras instituições. Deixou escritas ( e algumas ainda não publicadas várias obras de carácter jocoso, e até uma colecção de Sonetos Cómicos. Escreveu também composições muito "sérias", como "Epicédios na Morte da Serníssima Senhora D. Francisca, Infanta de

Portugal", "Glória de Erice: Epitalâmio ao casamento dos Ex.mos Snrs. D. Francisco Xavier de Meneses e D. Maria José da Graça e Noronha", "Óperas de Metastásio (tradução)", "Catálogo dos Bispos de Leiria",
"Contas dos Estudos Académicos do Paço", e "Silva e Romance ao ser reeleita Abadessa de Santa Clara de Lisboa a Madre D.

Margarida Bautista". Num estilo completamente diferente, a que adiante se fará ampla referência, terá escrito "A Martinhada". Caetano José tinha mesmo alguma qualidade. Afinal, ele nem sequer escreveu principalmente poemas satíricos, como veremos nos dois sonetos seguintes.

O primeiro destinava-se a uma Dama da Corte, e procurava convencê-la a viver a vida, e a não continuar doentiamente a chorar em frente a uma pintura que representava a sua mãe falecida.

Senhora, esse retrato, esse portento
tanta saudosa dor nunca alivia,
que a memória da amada companhia
não melhora, duplica o sentimento.


Lembrado, o bem perdido é mal violento,
e ofende essa pintura a fantasia.
Não pode ser remédio, é tirania
fazer parcial do dano o entendimento.


Fugi dessa belíssima aparência
que o pranto justamente vos persuade
que as lágrimas fez crédito de ausência.


E o vosso amor, das cores na verdade,
há-de achar, para abono da impaciência,
a formosura unida co`a saudade.



O outro punha Afonso de Albuquerque, numa atitude generosa. O polémico guerreiro teria deixado rderem-se num naufrágio muitas riquezas para salvar uma menina indiana de ser tragada pelas águas. É supostamente Albuquerque que fala, dirigindo-se ao mar.

Não assustes, oh bárbaro elemento,
a inocente, que tenho ao peito unida,
que a glória desta acção compadecida
respeita até das ondas o violento.




Tu logras o furor, eu logro o intento
de ficarmos com sorte repartida.
Asilo nobre de uma tenra vida
sepulcro avaro de ouro macilento.


Se tenho a varonil integridade,
que consegues no horror dessa inclemência
ou que importa a infeliz calamidade ?


Quando fica no exemplo da violência
desprezado o interesse da piedade
e vencida a desgraça da inocência.


(Continua)


publicado por Carlos Loures às 09:00
link do post | comentar

EDITORIAL
AUTORES
Adão Cruz

Adriano Pacheco

Alexandra Pinheiro

Andreia Dias

António Gomes Marques

António Marques

António Mão de Ferro

António Sales

Augusta Clara

Carla Romualdo

Carlos Antunes

Carlos Durão

Carlos Godinho

Carlos Leça da Veiga

Carlos Loures

Carlos Luna

Carlos Mesquita

Clara Castilho

Ethel Feldman

Eva Cruz

Fernando Correia da Silva

Fernando Moreira de Sá

Fernando Pereira Marques

Hélder Costa

João Machado

José Brandão

José de Brito Guerreiro

José Magalhães

Josep Anton Vidal

Júlio Marques Mota

Luís Moreira

Luís Rocha

Manuel Simões

Manuela Degerine

Marcos Cruz

Maria Inês Aguiar

Paulo Melo Lopes

Paulo Rato

Pedro Godinho

Raúl Iturra

Rui de Oliveira

Sílvio Castro

Vasco de Castro

Contacte-nos
estrolabio(at)gmail.com
últ. comentários
Sou James Roland, de Portugal. Alguns meses atrás,...
Oferece empréstimos de dinheiro variando de 5000 a...
Here is a good news for those interested. There i...
oferta para todosOlá, volto para todos os indivídu...
esse dalmaso nao e brasileiro ele deu depoimento e...
Meu nome é Patricia Martins, de Portugal, um pai s...
Dia bom, Meu nome é Laura Pablo, eu quero testemun...
Afinal em que ficamos? Esta coisa do Daflon do Ven...
UPDATE ON LOAN REQUIREMENT If you are in need of ...
Olá, sou ivani suarez, atualmente morando em santi...
pesquisar neste blog
 
posts recentes

De 26 de Setembro a 2 de ...

As minhas novas pegadas (...

A viagem dos argonautas

Portugal, a União Europei...

Políticos que cumprem ! P...

O Ministro Gaspar

Anima ver o lado positivo

Palavras Interditas - por...

Os jornais e as notícias ...

Summer Time - Ella Fitsge...

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

todas as tags


sugestão: revista arqa #84/85
links